Comec testa nova tecnologia que controla usuários do transporte em tempo real

Comec testa nova tecnologia que controla usuários do transporte em tempo real

12 de maio de 2021 Off Por Redação Revista do Ônibus

CURITIBA – A Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba – Comec, informou na tarde desta quarta-feira (12), que a nova tecnologia implementada nos ônibus do transporte coletivo permitirá a contagem de passageiros no interior dos veículos em tempo real. A tecnologia começou a ser testada esta semana em veículos do transporte coletivo da Região Metropolitana de Curitiba.

Comec testa nova tecnologia que controla usuários do transporte em tempo real - revistadoonibus

Segundo o presidente da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba – Comec, Gilson Santos, os dados coletados permitirão uma análise mais rápida da operação e, consequentemente, uma tomada de decisão mais ágil e assertiva.

“Nos horários de pico temos cerca de 650 ônibus circulando, mas não conseguimos manter um fiscal em cada um deles. A nova tecnologia, ainda em fase de teste, poderá nos oferecer as informações necessárias para a tomada de decisão e em tempo real, garantindo mais agilidade e assertividade nos ajustes da operação”, explicou Santos.

Além da contagem de usuários, o sistema oferece informações para gestão de frota dos veículos, manutenção preventiva, dados de eficiência da linha, paradas de embarque e desembarque mais utilizadas, entre outros dados.

Comec testa nova tecnologia que controla usuários do transporte em tempo real - revistadoonibus

Imagens nos ônibus 

Um dos destaques é também a gravação das imagens no interior dos veículos, proporcionando mais segurança aos usuários. “Como a implementação da tecnologia é feita por meio de câmeras, todo o interior do ônibus estará sendo filmado, intimidando e até espantando pessoas mal-intencionadas”, disse o presidente da Comec.

Os testes são patrocinados pela Associação Comercial do Paraná – ACP, visando garantir o distanciamento social dentro dos veículos do transporte coletivo. O Decreto Estadual 4.951, de julho de 2020, exige que os ônibus transitem com lotação máxima de 65% da capacidade. “É uma tentativa de garantir mais segurança aos usuários, evitando o aumento na transmissão do vírus e, consequentemente, a adoção de medidas mais restritivas para o comércio geral, além de uma forma de educar a população”, destacou o presidente da ACP, Camilo Turmina.

Os testes serão realizados em dois veículos (um comum e um articulado) da empresa TC Araucária, concessionária de transporte coletivo na RMC. O sistema foi desenvolvido pela startup Milênio Bus. Além de controlar a lotação nos ônibus, em tempo real, um sinal vermelho será aceso, caso o ônibus ultrapasse o limite de passageiros permitidos.

Com informações da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba – Comec