Últimas:
RJ: Transportes Flores adere ao Maio Amarelo e lança campanha educativa nas redes

SÃO JOÃO DE MERITI – Quando dirigir é um ofício, a responsabilidade no trânsito se torna ainda maior. É no que acredita Marco Antônio, há nove anos motorista na Transportes Flores. “Saio de casa orando a Deus para voltar. Tomo o volante em minhas mãos sabendo da responsabilidade que carrego com cada passageiro. Nós transportamos vidas, então devemos levá-las em segurança”.

Para engajar motoristas e pedestres sobre a importância do respeito e responsabilidade no trânsito, a Transportes Flores lança campanha nas redes para seus colaboradores e clientes mostrarem que também fazem parte do movimento do Maio Amarelo.

Dentre as ações desenvolvidas, estão peças para serem compartilhadas, arte para troca de foto do perfil nas redes e figurinhas para WhatsApp. “É papel de todos o respeito no trânsito e quanto mais a gente divulga as mensagens do Maio Amarelo, mais a população se conscientiza da responsabilidade pela causa”, explica Cristina Gullo, responsável pela comunicação da Flores.

Segundo o Observatório Nacional de Segurança Viária, o Brasil aparece em 5º lugar no ranking de países com maior número de mortes por acidentes de trânsito, com 1 morte a cada 15 minutos. Em quantidades absolutas, 50% dos óbitos de todo o país estão concentrados somente em seis estados, sendo um deles o Rio de Janeiro (Sistema de Informação sobre Mortalidade – SIM).

Na Flores há três anos, o motorista José Marcos acredita que uma direção responsável ajuda a visualizar os acidentes antes que eles ocorram. “Dirijo com calma, presto atenção em tudo à minha volta e assim consigo identificar futuros problemas. Respeitar as normas de trânsito é uma prioridade para mim. É dessa forma que procuro evitar acidentes”, afirma.

Falta respeito nas ruas

Uma pesquisa feita com motoristas de coletivos do Grupo JAL mostra que são frequentes as reclamações sobre desrespeito às leis de trânsito e direção perigosa. E 1 em cada 5 profissionais relatou já ter sofrido ameaças verbais ou físicas durante as viagens.

Para José Marcos, falta senso de responsabilidade e respeito nas ruas. “Sinto que não há empatia das pessoas. Existe muito individualismo no trânsito. A ignorância dos motoristas acaba afetando a nossa rotina”. Segundo a OMS, 90% dos acidentes de trânsito são causados por falhas humanas, e uma das principais é a imprudência.

“O respeito deve ser dado a todos: passageiros, pedestres, motociclistas, motoristas… Pensando assim, todo acidente pode ser evitado”, diz Marco Antônio.

Turma do curso básico operacional março de 2019 – Foto: Divulgação Transportes Flores

O papel da empresa

Desde 2005, a Flores zela pela segurança no trânsito investindo em ações educativas, treinamentos, palestras e capacitações de seus colaboradores para prevenir acidentes. As capacitações passam pelo básico operacional, padrão de atendimento ao cliente, direção defensiva, legislação de trânsito e prevenção e identificação de defeitos. Quando algum motorista se envolve em acidente é encaminhado para uma espécie de conscientização chamada Acidente Nunca Mais.

Para os colaboradores da Flores, a responsabilidade no trânsito e o compromisso com o serviço de qualidade são reflexos do programa de capacitação da empresa.

Um dos grandes ensinamentos que Marco Antônio recebeu nos cursos da Flores é que não se pode contar que o outro vai fazer o correto. “Os treinamentos me deram outra visão sobre o trânsito, e aprendi a ter mais paciência e atenção para evitar acidentes. Se vejo que o motorista está com muita pressa, deixo ele seguir e passar a minha frente”.

Motorista da Flores há 23 anos, Roberto Carlos diz que foi na empresa que aprendeu sobre o que é ter responsabilidade e respeito no trânsito. “É com esse aprendizado que evito acidentes diariamente. Tenho orgulho em dizer que nesse período não passei por nenhuma situação adversa”, conta.

Com informações da Transportes Flores

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: