Últimas:
MG: Polícia Civil investiga incêndio que destruiu dois ônibus da Viação Presidente Lafaiete

CONSELHEIRO LAFAIETE – A Viação Presidente Lafaiete que possui sede em Conselheiro Lafaiete, no interior de Minas Gerais e que atravessa uma crise financeira sem precedente, teve ao menos dois ônibus urbanos modelo Marcopolo Torino 2007 que foram adquiridos de empresas da Região Metropolitana de São Paulo, completamente destruídos por um incêndio dentro da garagem localizada no bairro Carijós II por volta das 19h15 desta última quarta-feira (5).

Foto: Reprodução de Grupos de Whatsapp

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais que atendeu a ocorrência na noite de ontem, informou que as chamas chegaram atingir cerca de quatro metros de altura e passou se espalhar pela garagem da empresa de ônibus. A corporação informou ainda que conseguiu evitar que o fogo atingisse mais ônibus, porém, dois coletivos acabaram ficando totalmente destruídos.

A Polícia Civil de Minas Gerais deve iniciar as investigações nesta manhã para entender como o fogo começou dentro da garagem da Viação Presidente Lafaiete.

Agentes do Corpo de Bombeiros não conseguiram definir as causas do incêndio e não descartam a possibilidade de a ação ter sido criminosa.

Foto: Reprodução de Grupos de Whatsapp

De acordo com os funcionários da empresa de ônibus, a direção da Viação Presidente Lafaiete segue sem pagar os salários e demais benefícios desde o mês de janeiro deste ano. A situação vem se agravando na administração da empresa de ônibus, depois que a venda de alguns coletivos foi flagrada há algumas semanas, e o fato de o contrato de concessão com a prefeitura de Conselheiro Lafaiete não ter sido renovado.

Os rodoviários afirmam ainda que além dos funcionários, diversos fornecedores estão também sem receber.

Conselheiro Lafaiete sem ônibus

Enquanto a administração municipal não define como ficará a situação do transporte municipal, com a chegada de uma nova empresa que possa assumir as linhas municipais, os moradores seguem sendo transportados de forma precária e desconfortável por vans escolares que assumiram o transporte municipal de forma emergencial.

Os vereadores da cidade iniciam nos próximos dias, a análise do transporte na Comissão parlamentar de inquérito – CPI.

A Prefeitura de Conselheiro Lafaiete assim como a Viação Presidente Lafaiete ainda não se manifestaram sobre a situação do transporte e sobre o incêndio que destruiu dois coletivos na cidade.

Com informações do Corpo de Bombeiros e Correio On Line

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: