SP: Paralisação de ônibus segue pelo segundo dia em Paulínia

SP: Paralisação de ônibus segue pelo segundo dia em Paulínia

29 de abril de 2021 0 Por Redação Revista do Ônibus

PAULÍNIA – Os funcionários da empresa Terra Auto Viação, segue com a paralisação do transporte público municipal, pelo segundo dia, nesta quinta-feira (29). Ao menos 50 ônibus acabaram ficando parados na rodoviária de Paulínia na data de ontem, prejudicando milhares de passageiros que dependem do ônibus para se locomover entre os bairros. A categoria segue reivindicando garantias trabalhistas. Os rodoviários pedem quem os cobradores sejam incluídos na nova licitação do transporte público.

Na última segunda-feira (26), três empresários do setor de transporte entregaram documentos para participar do processo que irá definir a nova empresa que estará atuando no município.

O Sindicato doso rodoviários afirma que cerca de 100 funcionários podem acabar perdendo o emprego, caso os cobradores não sejam incluídos na nova licitação do transporte municipal.

O grupo também cobra seis meses de estabilidade a partir do novo contrato com a empresa que vai operar o serviço e pendências com a atual concessionária, chamada Terra.

O sindicato que representa a categoria afirmou que a circulação dos ônibus só retornará após acordo com a prefeitura.

Reunião entre rodoviários e a prefeitura termina sem acordo

Uma reunião entre representantes dos rodoviários e da Prefeitura de Paulínia realizada na noite desta última quarta-feira (28), acabou sem acordo, depois de quatro horas de negociações e discussões sobre a situação do transporte coletivo municipal.

De acordo com o secretário de transporte de Paulínia, João Victor Teixeira, foram apresentadas as propostas de inserção dos rodoviários ao mercado de trabalho.

“Mesmo os cobradores não sendo incluídos na licitação, nós viemos ajudar na capacitação desses trabalhadores, através de parceria com a secretaria Ação e Inclusão, secretaria de Desenvolvimento e outras entidades, para inserir esses trabalhadores novamente no mercado de trabalho”, disse. 

O secretário informou ainda que a prefeitura e os funcionários da empresa Terra Auto Viação, teriam chego a um acordo, porém, a categoria acabou recuando de última hora. “Quando estávamos terminando a ata, no sentido de retomada do serviço, o representante da federação dos trabalhadores recebeu uma ligação e em seguida orientou os trabalhadores a não assinarem o acordo”, disse João Victor Teixeira. 

Os rodoviários evitaram comentar os motivos da desistência para um acordo com o governo municipal.

A Prefeitura de Paulínia se manifesta

“A Prefeitura de Paulínia, via Secretaria de Transportes, informa que a paralisação realizada de forma irregular pelos funcionários da empresa responsável pelo transporte municipal não foi encerrada.

Uma comissão formada por trabalhadores da Terra Auto Viação foi recebida pelo secretário de Transportes, João Victor Teixeira, durante um período de quatro horas. Porém, após intervenção de Nilton Aparecido de Maria, representante da Federação dos Trabalhadores Rodoviários, não foi possível um desfecho positivo para a população, mesmo com os funcionários concordando com o retorno.

A Administração Municipal reforça que o movimento é irregular, pede o fim imediato da paralisação e declara que tomará as medidas cabíveis para que a operação retorne o mais breve possível, buscando evitar mais prejuízos aos munícipes usuários do transporte público”.

Com informações da Prefeitura de Paulínia