PR: Rodoviários da Viação Campos Gerais fazem paralisação em Ponta Grossa

PR: Rodoviários da Viação Campos Gerais fazem paralisação em Ponta Grossa

28 de abril de 2021 0 Por Redação Revista do Ônibus

PONTA GROSSA – Os funcionários da Viação Campos Gerais – VCG, empresa que opera o transporte municipal de Ponta Grossa, realizaram no fim da tarde desta quarta-feira (28), uma paralisação por volta das 17h, como protesto devido a falta de pagamento de salários da categoria. Acredita-se que a paralisação seja suspensa até às 20h de hoje.

Em greve desde o dia 5 de abril, e com a circulação de apenas 50% da frota, em meio a paralisação dos rodoviários de Ponta Grossa, uma decisão da 3ª Vara do Trabalho da cidade, determinou que a Viação Campos Gerais, empresa que opera o transporte coletivo municipal, pague os salários atrasados dos funcionários em até 48 horas, a partir desta segunda-feira (26). A decisão diz que em caso de não cumprimento, a empresa de ônibus está sujeita à multa diária no valor de R$ 12 mil.

Como a direção da empresa de ônibus não conseguiu efetuar o pagamento dos salário, descumprindo uma ordem judicial, os funcionários decidiram então, paralisar a operação municipal, gerando muita aglomeração de passageiros em alguns terminais rodoviários da cidade.

A ação foi ajuizada pelo Sindicato dos Motoristas, Cobradores e Trabalhadores em Empresas de Transportes Coletivos – Sintropas contra a Viação Campos Gerais – VCG. Na decisão, a empresa passa ser obrigada ainda pagar os funcionários de forma única, no quinto dia de cada mês, e não parceladamente, como vem ocorrendo desde o mês de março de 2020, quando a categoria segue recebendo seus vencimento em duas parcelas mensais, como informou o Sintropas.

O documento expedido pela Justiça do Paraná, deixa claro que a Prefeitura de Ponta Grossa segue com a sua responsabilidade de subsídio em caso de prejuízo a terceiros, o que integra os trabalhadores. Desta forma, se a empresa não pagar os salários, a prefeitura pode ser responsabilizada e ter que pagar, também, a dívida.

A Prefeitura de Ponta Grossa, informou que está ciente do processo na Justiça do Trabalho de Ponta Grossa, e que irá entrar com recurso da decisão.

O Sindicato dos Motoristas, Cobradores e Trabalhadores em Empresas de Transportes Coletivos – Sintropas, afirmou que a paralisação dos rodoviários e o retorno de 100% da frota de ônibus circulando em Ponta Grossa, ocorre assim que os salários sejam pagos.

Foto: Reprodução de TV

Passageiros seguem sendo aglomerados

Com a oferta de ônibus cada vez menor nos principais horários da manhã e também da tarde, quando há um maior número de passageiros indo ou voltando do trabalho, cenas de ônibus lotados e passageiros se aglomerando dentro dos coletivos ou em filas nos terminais da cidade, vem se tornando rotina.

Por conta do número de passageiros aglomerados no transporte, acredita-se que o governo municipal possa tentar amenizar a situação, nos próximos dias, tentando organizar filas com espaçamento de passageiros maior, afim de se evitar o possível contágio da Covid-19.

Com informações da Prefeitura de Ponta Grossa, Tribunal Regional do Trabalho do Paraná e Viação Campos Gerais