Goiânia: Rodoviários do Eixo Anhanguera realizam paralisação exigindo imunização da categoria

Goiânia: Rodoviários do Eixo Anhanguera realizam paralisação exigindo imunização da categoria

9 de abril de 2021 Off Por Redação Revista do Ônibus

GOIÂNIA – Os rodoviários que operam os coletivos da Metrobus no Eixo Anhanguera, realizaram no início da manhã desta sexta-feira (9), uma paralisação temporária em frente à garage da empresa de ônibus, onde estão reivindicando a vacinação da categoria contra a Covid-19. Os moradores alertam nas principais redes sociais e também em grupos de mensagens por aplicativos que os ônibus do Eixo Anhanguera não estão circulando na região metropolitana de Goiânia, o que causou certa aglomeração de passageiros nos terminais da capital.

Acredita-se que a paralisação dos funcionários afeta cerca de 40 mil passageiros, como informou a Rede Mod Consórcio. A paralisação pode ser encerrada até o início da tarde desta sexta-feira (9), como informou a Band News Fm.

A Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo – CMTC, disse que a paralisação atingiu 40% das linhas, uma vez que o atendimento do Eixo Anhanguera é feito por 9 terminais – incluindo extensões.

A decisão de paralisação foi acertada em assembleia do Sindicato Intermunicipal dos Trabalhadores no Transporte Coletivo Urbano de Goiânia – Sindicoletivo, realizada no sábado (3). Até então, já tinham sido registrados, entre os motoristas do transporte, 270 casos de contaminação por Covid-19 e 16 mortes.

CMTC emite nota

“Para a proteção de motoristas e trabalhadores que utilizam o sistema RMTC, a CMTC, como órgão gestor, tem trabalhado com os gestores públicos ações para mitigar os impactos da pandemia no sistema de transporte, seja em relação aos trabalhadores ou usuários, incluindo-se a exigência de medidas sanitárias mais rígidas pelas concessionárias, priorização de embarque dos trabalhadores em serviços essenciais, otimização dos horários de embarque fora dos períodos prioritários e álcool em gel nos terminais”

Mesmo com o Sindicato Intermunicipal dos Trabalhadores no Transporte Coletivo Urbano de Goiânia e Região Metropolitana – Sindcoletivo, ter publicado na madrugada desta sexta-feira (9), um indicativo de greve, em nota, o Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo da Região Metropolitana de Goiânia – SET, afirmou que se manifesta a favor da vacinação, mas contra a paralisação do serviço. “Paralisar o transporte público neste momento será muito danoso para as cidades atendidas pela RMTC – Rede Metropolitana de Transportes Coletivos, e para a manutenção dos serviços essenciais, em especial os setores de saúde e alimentação, que correspondem a 55% de todos clientes que fizeram o cadastro no Embarque Prioritário”, avalia Alessandro Moura, vice-presidente do SET.

Com informações da Band News FM, Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo da Região Metropolitana de Goiânia – SET, Sindicato Intermunicipal dos Trabalhadores no Transporte Coletivo Urbano de Goiânia e Região Metropolitana – Sindcoletivo e Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo – CMTC