Rio Branco faz projeto de lei que institui Programa de Auxílio Transporte Emergencial acima de um milhão de reais

Rio Branco faz projeto de lei que institui Programa de Auxílio Transporte Emergencial acima de um milhão de reais

6 de abril de 2021 0 Por Redação Revista do Ônibus

RIO BRANCO – A Prefeitura de Rio Branco, informou que na tarde desta segunda-feira, 5, a Câmara Municipal de Rio Branco recebeu o projeto do Executivo, levado pessoalmente, em regime de urgência, pelo prefeito Tião Bocalom, que institui o Programa de Auxílio Transporte Emergencial Temporário Municipal (vale-transporte).

O projeto foi entregue em mãos ao presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Rio Branco, vereador, N. Lima que garantiu urgência na votação da matéria. “Trata-se de um projeto importante do Executivo que vai beneficiar mais de 21 mil pessoas que recebem Bolsa Família, por isso terá dessa presidência, todo cuidado e zelo”, disse o vereador.

Em carta à Câmara, o prefeito afirmou que o Auxílio Transporte Emergencial custará até R$ 1.344.000,00 para aquisição de passagens junto com o Sindicato das Empresas de Transportes Coletivos do Acre – SINDCOL. O gestor pediu celeridade na aprovação do PL.

Durante a entrega do projeto, o prefeito Tião Bocalom estava acompanhado do secretário Municipal de Finanças, Antônio Cid Rodrigues. Conforme o gestor, em Rio Branco, muitas vezes, as pessoas precisam ir sacar o seu Bolsa Família e não têm dinheiro para poder pagar passagem.

“Em um momento tão difícil como esse, estamos colocando à disposição de cada família beneficiária do Bolsa Família e que são mais de 21 mil, quatro passagens, por mês, durante quatro meses. Isso não é muita coisa quando você olha individualmente, mas não tenho dúvida nenhuma que, nesse momento difícil, vai ajudar muita gente”, destacou Bocalom.

O projeto, se aprovado, vai para sansão do prefeito Tião Bocalom e entra em vigor imediatamente. O benefício será pago com recursos do tesouro municipal. 

Com informações da Prefeitura de Rio Branco