RJ: Nova Faol desiste de deixar a operação municipal de Friburgo

RJ: Nova Faol desiste de deixar a operação municipal de Friburgo

5 de abril de 2021 0 Por Redação Revista do Ônibus

NOVA FRIBURGO – A direção da empresa de ônibus Nova Faol, que opera linhas municipais em Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio, acabou mudando de posição em relação a deixar a operação da cidade em breve. Na última quinta-feira ( 1º), a empresa  informou que estaria deixando a operação municipal na cidade.

 A empresa encaminhou ao legislativo nesta quinta-feira (1º), um ofício informando que está deixando a cidade por conta de impasses junto a administração municipal. O documento entregue ao poder legislativo mostra os problemas enfrentados pela direção da empresa, e dava a Prefeitura de Nova Friburgo prazo de 30 dias para a adequação e troca de administração.

Naquela data, a direção da empresa de ônibus informou que a Prefeitura receberia nesta segunda-feira (5), a notificação por ofício. Ainda segundo o documento, desde setembro de 2018, a cidade não possui contrato de concessão. Entre outros pontos, está a situação financeira da empresa de ônibus que vem se agravando por conta da pandemia da Covid-19, que reduziu bastante o número de passageiros transportados.

A atual prestadora do serviço de transporte público exibiu as sugestões entre as partes para firmar o novo Termo de Ajustamento de Conduta – TAC juntamente com o Ministério Público, que após discussões, desistiu do caso. Agora, a Nova Faol constata que sairá do município.

A direção da Nova Faol chegou a sugerir ao governo municipal, para que o mesmo pudesse realizar o pagamento de um subsídio para com isso manter o equilíbrio financeiro, com a possibilidade de aumentar o valor da tarifa dos ônibus municipais de R$ 4,20 para R$ 5,90. Além disso, outra sugestão da empresa de ônibus, era para que a Prefeitura de Nova Friburgo ficasse obrigada a comprar vales transportes para os servidores, a partir do mês de abril, o que não ocorreu.

Por outro lado, a administração municipal passou sugerir que a empresa de ônibus entregasse toda a documentação contábil dos últimos meses para que houvesse um estudo técnico. Além disso, a prefeitura iria fazer fiscalizações quanto ao cumprimento de Decretos Municipais, podendo, a empresa, ser passível de multas.

Após a troca de sugestões para a solução do problema, a Nova Faol informa que o Poder Executivo impôs condições, que inviabilizaram a continuação da confecção do contrato emergencial. Com isso, então, a concessionária conclui:

“Sendo assim, diante da recusa do Poder Concedente em resolver a precariedade no serviço público de transporte, a empresa vem comunicar aos Senhores Vereadores que estará notificando o Prefeito na próxima segunda-feira (05.04.2021), quanto a devolução do serviço na cidade.” – esclarece o Ofício da Nova Faol.

Prefeitura se manifesta sobre a situação da Nova Faol

O Prefeito de Nova Friburgo, Johnny Maycon – Republicanos, divulgou na tarde desta quinta-feira (1º), através de uma de suas redes sociais, informou que a empresa de ônibus deveria ter tomado uma medida enérgica há muito tempo, já que são dois anos e meio de atraso e questiona a concessionária: “Por que não houve um posicionamento por parte da empresa para resolver…?” – disse o Prefeito.

Ainda durante a transmissão, o prefeito informou que em relação ao transporte público municipal, a população pode ficar tranquila, e que não irá admitir aumento no valor da tarifa dos ônibus para R$ 5,90, como solicitou a direção da Nova Faol. O administrador municipal disse que segue aberto ao diálogo para a resolução do problema e finaliza informando que, a qualquer informação, a população será notificada.

Foto: Divulgação

Nesta manhã de segunda-feira (5), a empresa informou em comunicado que decidiu suspender de forma temporária a entrega do serviço de ônibus, em atendimento às solicitações da prefeitura e da Comissão de Mobilidade Urbana do Legislativo municipal.

“Continuamos acreditando que somente através de um diálogo honesto e transparente entre as partes envolvidas, conseguiremos enfrentar responsavelmente a preocupante e temerária situação, com possíveis danosos prejuízos à digna população friburguense”, conclui o comunicado da empresa.

A Prefeitura de Nova Friburgo ainda não se posicionou sobre a situação até a publicação desta reportagem sobre o novo posicionamento da empresa de ônibus e que medidas serão tomadas para melhorar o serviço na cidade.

Com informações da Nova Faol