Goiânia: Rodoviários anunciam greve de ônibus por não receberem vacina contra a Covid-19

Goiânia: Rodoviários anunciam greve de ônibus por não receberem vacina contra a Covid-19

3 de abril de 2021 Off Por Redação Revista do Ônibus

GOIÂNIA – Os funcionários de empresas de ônibus que atendem Goiânia e cidades da Região Metropolitana, realizaram na manhã deste sábado (3), uma assembleia onde decidiram decretar greve de ônibus na região a partir da meia noite da próxima quinta-feira (7). De acordo com o Sindicato Intermunicipal de Trabalhadores no Transporte Coletivo Urbano de Goiânia e Região Metropolitana – Sindicoletivo, a medida priorizar a vacinação dos funcionários contra a Covid-19.

De acordo com Sérgio Reis, que é presidente do Sindicoletivo, a categoria pede que o governador Ronaldo Caiado – DEM, assim como os prefeitos da Região Metropolitana de Goiânia, passem destinar um número de vacinas para que possam imunizar os rodoviários, que ficam expostos diariamente ao possível contágio da Covid-19.

“Tanto o prefeito como o governador tem uma porcentagem de priorização para destinar a serviço essencial como entenderem. Aparecida por exemplo vacinou coveiros, garis, que a gente entende que também é essencial. Nós já ultrapassamos uma média muito alta de contaminações e óbitos. Somos 4 mil trabalhadores e mais de 300 contaminados. Ontem, o número que eu recebi era de mais de 20 mortos”, lamenta Reis, justificando a greve do serviço de ônibus.

Alguns rodoviários esperam que não seja preciso seguir com a paralisação, acreditando que a categoria possa ser incluída no plano de vacinação de Goiás.

O Governo do Estado de Goiás, ainda não se posicionou sobre o assunto, até a publicação desta reportagem

Com informações do Sindicato Intermunicipal de Trabalhadores no Transporte Coletivo Urbano de Goiânia e Região Metropolitana – Sindicoletivo