SP: Rodoviários de São José dos Campos paralisam atividade nesta manhã durante protesto por vacinas contra a Covid-19

SP: Rodoviários de São José dos Campos paralisam atividade nesta manhã durante protesto por vacinas contra a Covid-19

31 de março de 2021 Off Por Redação Revista do Ônibus

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS – Os rodoviários do transporte de São José dos Campos, realizam na manhã desta quarta-feira (31), uma paralisação temporária em protesto por vacinas contra da Covid-19. O grupo acabou interditando a Avenida Teotônio Vilela. Os trabalhadores do transportes pedem ao Governo do Estado de São Paulo, para que a categoria seja incluída no grupo a ser imunizado contra a donça, por estarem em contato com grande número de pessoas.

Foto: Sindicato dos Rodoviários – Divulgação

Ao menos duas faixas da Avenida Teotônio Vilela, foram interditadas. O protesto começou por volta das 9h e teve a presença de 25% da frota de ônibus que operam o serviço municipal de São José dos Campos. Após a ação, eles seguiram até o paço municipal, onde permaneciam até às 11h.

De acordo com o Sindicato dos Rodoviários, os funcionários pedem que a categoria seja vacinada já na próxima fase de imunização contra a Covid-19, como foi anunciado na última semana pelo governador de São Paulo João Doria – PSDB, que estendeu a vacinação para professores e policiais.

O número de profissionais do transporte infectados pela Covid-19, não foi informado pelo sindicato, que informou apenas que cerca de 50 funcionários suspenderam as atividades para o protesto e que devem retornar ao trabalho após às 12h.

Foto: Sindicato dos Rodoviários – Divulgação

Prefeitura de São José dos Campos e Busvale se manifestam

A Prefeitura de São José dos Campos informou em nota que segue o calendário de vacinação, feito pelos governos estadual e federal.

“A Prefeitura de São José dos Campos informa que, a vacinação é realizada dentro dos critérios estabelecidos pelos Governos Estadual e Federal. Cabe ao município apenas fazer a aplicação das doses recebidas no público previamente determinado pelo Estado”.

O Busvale informou que “considera a reivindicação, em si, justa, mas acredita que o funcionamento do transporte público não pode ser afetado pelo protesto”.

Com informações da Busvale, Prefeitura de São José dos Campos, Sindicato dos Rodoviários e Tv Vanguarda