SP: Rodoviários da Radial Transportes paralisam ônibus da EMTU no Alto Tietê nesta manhã de quarta-feira

SP: Rodoviários da Radial Transportes paralisam ônibus da EMTU no Alto Tietê nesta manhã de quarta-feira

31 de março de 2021 Off Por Redação Revista do Ônibus

FERRAZ DE VASCONCELOS, POÁ E SUZANO – Os funcionários da empresa Radial Transportes que operam linha intermunicipal da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo – EMTU, realizam nesta manhã de quarta-feira (31), uma manifestação paralisando ao menos três linhas de ônibus na região do Alto Tietê. O protesto atinge as linhas 315, 460 e 843, que operam nas cidades de Poá, Ferraz de Vasconcelos e Suzano.

De acordo com o Sindicato dos Rodoviários, a reivindicação é pela vacinação, pagamento de horas extras do mês passado que não foram pagas, vale alimentação que está atrasado há mais de um mês e cesta básica que era pra ser entregue nesta quinta-feira (1º), mas a empresa disse que não tem prazo.

Ainda segundo a entidade, todos os ônibus estão parados. No total são 80 intermunicipais e 70 municipais. Os intermunicipais atendem Poá e Ferraz de Vasconcelos, já os municipais atendem só Ferraz.

O sindicato informou ainda que vão esperar os responsáveis pela empresa para negociar.

A Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo – EMTU recomenda que todos os passageiros de cada cidade atingida pela paralisação sigam em uma linha municipal até uma estação da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM e continuem a viagem de trem até São Paulo.

A direção da empresa Radial Transporte, informou que o momento é de extrema gravidade por conta das crises sanitária e econômica. “As ajudas que o setor de transporte coletivo aguardava não vieram. Mesmo os ônibus sendo considerados serviços essenciais”.

De acordo com a empresa, mesmo assim a frota não foi reduzida durante todo esse ano de pandemia. “O diesel aumentou cinco vezes somente neste ano, numa alta de 41%. Houve ainda aumento de todos os insumos como pneus, óleos lubrificantes, peças automotivas.”

Segundo a empresa, as tarifas não são reajustadas há mais de dois anos e mesmo assim mantém seu quadro de funcionários sem cortes, mantendo o mesmo patamar de empregos e com o pagamento de salários e benefícios.

A empresa informou ainda que “paralisar as atividades só aumenta o prejuízo da empresa e compromete o seu futuro, principalmente dos empregos diretos e indiretos, afetando a vida de quase 5 mil famílias que de alguma maneira dependem da Radial Transporte.”

Com informações da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo – EMTU e Tv Globo