Últimas:
BRT Rio só terão renovação de frota quando licitação ocorrer

RIO – Alvo de reclamações diárias, os ônibus articulados co Consórcio BRT Rio, só terão a renovação de parte da frota feita pela empresa que ganhar a futura licitação do serviço. Até lá, a Prefeitura do Rio, que segue com a intervenção no BRT, segue tentando minimizar o caos que vem ocorrendo na cidade, recuperando aos poucos a frota de ônibus quebrados e ou sucateados.

Foto: Reprodução de Redes Sociais

De acordo com Cláudia Antunes Secin, interventora nomeada pelo prefeito Eduardo Paes, para resolver os problemas do BRT RIO, o primeiro dia, foi possível identificar problemas simples e de baixo custo, que seguia impedindo os ônibus articulados de circular na cidade.

“Pelo menos seis ônibus estavam sem circular por falta de cola para fixar para-brisas. Com R$ 3.300, esses ônibus vão voltar a circular em 48 horas”, disse Secin.

Foto: Reprodução de Redes Sociais

A frota de ônibus do BRT RIO, chegou ter aproximadamente 400 ônibus no início de sua operação, chegando inclusive a transportar mais de 400 mil passageiros ao dia no município do Rio, porém, a crise no transporte coletivo nos últimos anos, foi deixando parte da frota sucateada. Alguns dos ônibus também foram destruídos por incêndios que não foram esclarecidos suas causas.

Com a pandemia da Covid-19, a crise no transporte vem aumentar, com a redução do número de passageiros transportados, devido as restrições impostas pelos governos municipal e estadual. Atualmente, a frota de ônibus do BRT Rio, é de apenas 140 ônibus que estão em circulação, onde muitos apresentam problemas mecânicos.

Foto: Reprodução de Redes Sociais

A interventora Cláudia Cecin afirmou que será feita uma avaliação do estado da frota e do que pode ser recuperado. “Ainda não sabemos a quantidade necessária para um bom serviço”, disse.

Em visita ao centro de operações do BRT, no Alvorada, o prefeito Eduardo Paes disse não ser possível o serviço voltar ao padrão de quando foi inaugurado a curto prazo.

“Queremos que a operação volte a ser feita com dignidade, rapidez e conforto. Mas as melhorias não seriam sentidas do dia para a noite. Órgãos da prefeitura vão ajudar no planejamento e na recuperação das estações,” disse ressaltando que o serviço não será devolvido ao consórcio BRT e sim, licitado.

No Transoeste, o plano da intervenção municipal inclui traçar cronograma de recuperação da pista.

Reprodução de TV

Uma garagem localizada no bairro de Curicica, na Zona Oeste do Rio, segue com 36 ônibus articulados parados com diversos problemas de conservação.

De acordo com informações de funcionários do Consórcio BRT Rio, que preferem não se identificar, atualmente a frota de ônibus não chega a 140 ônibus circulando nos três corredores. Ao menos 50 ônibus articulados foram retirados de circulação por estarem quebrados nos últimos cinco meses.

Com informações da TV Globo, Band News FM e Redes Sociais

Confira mais notícias sobre a crise no BRT Rio

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: