DF: Ônibus garante refeição para clientes de Restaurante Comunitário

DF: Ônibus garante refeição para clientes de Restaurante Comunitário

13 de março de 2021 Off Por Redação Revista do Ônibus

BRASÍLIA – Ao lado do colega de trabalho Édison de Almeida Rodrigues, o mecânico Welington Francisco Daton costuma comprar marmita a R$ 1 no Restaurante Comunitário de Samambaia para economizar e conseguir pagar as contas no fim do mês. Ele foi um dos usuários que aproveitou a nova linha de ônibus gratuita que começou a funcionar a partir desta sexta-feira (12) para levar os frequentadores até a unidade do Recanto das Emas, já que a de Samambaia está, temporariamente, fechada. Welington aprovou a iniciativa. “A ideia do governo foi muito boa e importante. Nós estamos trabalhando, mas não somos fichados e a comida está saindo cara nos restaurantes por aí”, conta.

Já a outra linha de ônibus disponível leva os clientes do restaurante de Samambaia, gerenciado pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), para a unidade do Riacho Fundo II. Os veículos fazem o trajeto de ida e volta entre 10h30 e 14h30, com intervalos de aproximadamente 30 minutos, tanto para ida quanto para retorno.

“O serviço foi muito bem aceito pela comunidade. Hoje foi mais um dia para informar a população, muitos usuários não sabiam. São dois microônibus com capacidade para 28 pessoas, cada, para levar e buscar. Muitas pessoas foram e trouxeram marmitas. Fizemos um balanço positivo desse primeiro dia”, destaca Dolores Ferreira, diretora de Equipamentos de Segurança Alimentar e Nutricional da Sedes.

Por decisão da empresa responsável pela operacionalização do Restaurante Comunitário de Samambaia, o funcionamento foi interrompido. Não há faturas em atraso. O contrato foi renovado no dia 29 de agosto de 2020 pelo período de 12 meses. De acordo com Dolores Ferreira, o Governo do Distrito Federal (GDF) vai garantir o funcionamento dos ônibus até concluir a licitação emergencial. “O GDF queria negociar com a atual empresa, que preferiu romper o contrato. Até a contratação da nova terceirizada, vamos manter o serviço dos ônibus gratuitos para os frequentadores do Restaurante Comunitário de Samambaia”.

A executora do contrato referente à unidade de Samambaia, Jessica Alves Moreira, explica que a expectativa para os próximos dias é que aumente a demanda pelos ônibus. “Muitas pessoas não estavam preparadas, não entendiam bem, ficavam receosas de ir no ônibus porque estavam de bicicleta. São adaptações que vamos fazendo. Com o tempo, os usuários vão aderindo mais ao serviço”, reitera.

Os demais 13 restaurantes comunitários continuam com a venda de marmitas das 11h às 14h, com o valor de R$ 1 e sem custo para a população em situação de rua do Distrito Federal acompanhada pelo Serviço Especializado de Abordagem Social. A linha gratuita é fruto de parceria entre a Sedes e a Sociedade de Transporte Coletivo de Brasília (TCB) com o objetivo de garantir a segurança alimentar e nutricional.

Com informações da Agência Brasília