MG: Rodoviários de Uberlândia iniciam greve do transporte nesta quinta-feira

MG: Rodoviários de Uberlândia iniciam greve do transporte nesta quinta-feira

11 de março de 2021 Off Por Redação Revista do Ônibus

UBERLÂNDIA – Os funcionários do transporte municipal de Uberlândia, iniciaram na madrugada desta quinta-feira (11). O presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de Uberlândia – Sinttrurb, divulgou na noite desta última quarta-feira (10), divulgou um vídeo nas redes sociais anunciando que a categoria iria paralisar os serviços.

De acordo com o sindicalista, os rodoviários seguia em estado de greve desde o dia 19 de fevereiro, após uma assembleia. Os funcionários das empresas de ônibus seguem reivindicando o pagamento dos salários de forma integral e não parcelado, como ocorre atualmente. Na última sexta-feira (5) e também no sábado (6), os rodoviários realizaram duas manifestações impedindo a circulação dos ônibus no Terminal Central de Uberlândia.

Na última segunda-feira (8), os trabalhadores do transporte, estiveram no Plenário da Câmara de Vereadores, onde fizeram diversas denúncias sobre a triste situação do transporte e dos rodoviários.

Desde o início da manhã de hoje, apenas 40% da frota de ônibus que compõe o Sistema Integrado de Transporte – SIT está circulando na cidade, conforme o informou o Sinttrurb. Ainda de acordo com a entidade, o funcionamento mínimo segue a recomendação do Ministério Público de Minas Gerais – MPMG realizada durante a primeira paralisação na sexta. E a greve segue por tempo indeterminado.

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Triângulo Mineiro – Sindett, informou ainda que esse quantitativo descumpre uma liminar do Tribunal Regional do Trabalho – TRT da 3ª Região, conseguida no dia 25 de fevereiro, que determina que, no caso de greve, o Sinttrurb “garanta a presença ao trabalho dos profissionais necessários ao funcionamento de, no mínimo, 60% da frota de transporte coletivo”. Em caso de desobediência da ordem judicial será aplicada multa diária no valor de R$ 50 mil.

Em nota, o Sindett lamentou o transtorno gerado pelo Sindicato dos Trabalhadores, com o não cumprimento da liminar deferida pela Justiça de Trabalho.

“Além da multa, a greve passa a ser considerada ilegal e abusiva, dando às empresas o direito de tomar medidas administrativas e legais cabíveis. As empresas reiteram que o não cumprimento da liminar, nesse momento crítico, é um ato irresponsável, considerando que o transporte coletivo se mantém essencial para a locomoção de trabalhadores que estão na linha de frente e para os atuam em atividades essenciais.”

Pedido na Justiça

O desembargador do Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais, Fernando Luiz Gonçalves Rios Neto, atendeu o pedido do Sindett, e concedeu no dia 25 de fevereiro, uma liminar para o caso de greve dos trabalhadores sindicalizados ao Sinttrurb, onde o documento determina que sindicato garanta a presença ao trabalho dos profissionais necessários ao funcionamento de, no mínimo, 60% da frota de transporte coletivo.

A liminar esclareceu que a Secretaria de Trânsito e Transportes – Settran é quem vai fiscalizar o cumprimento da decisão e a Polícia Militar (PM) ficou responsável por dar total garantia aos trabalhadores e às empregadoras no cumprimento da ordem.

Em caso de desobediência, o Sinttrurb será multado diariamente até o cumprimento da ordem no valor de R$ 50 mil.

Com informações do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Triângulo Mineiro – Sindett, Tribunal de Justiça de Minas Gerais e Sindicato Dos Trabalhadores No Transporte Coletivo Urbano De Passageiros De Uberlandia