MG: ANTT autoriza abertura de novas praças de pedágio na Ecovias do Cerrado

MG: ANTT autoriza abertura de novas praças de pedágio na Ecovias do Cerrado

10 de março de 2021 Off Por Redação Revista do Ônibus

ITUIUTABA E SANTA VITÓRIA – A Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT, informou na manhã desta quarta-feira (1), que publicou, no Diário Oficial da União de hoje (10/3), a Deliberação nº 79 de 09 de março de 2021, que autoriza o início da cobrança de pedágio nas praças de pedágio P3, em Ituiutaba, P4, em Santa Vitória e P5, em Paranaiguara, no trecho concedido da BR – 364/365/GO/MG, explorado pela Concessionária Ecovias do Cerrado S.A.

Foto: Divulgação

O início das cobranças de pedágio nas praças citadas atende ao disposto no contrato de concessão, que estabelece que a cobrança de pedágio somente terá início após a conclusão dos trabalhos iniciais ao longo desses trechos, implantação de ao menos uma praça de pedágio, comprovação da integralização dos valores do capital social, entrega do programa de redução de acidentes e entrega do cadastro do passivo ambiental.

A deliberação entra vigor em 10 dias após sua publicação.

Foto: Reprodução de TV

Confira a tabela de tarifas das praças P3, P4 e P5

A concessão consiste na exploração, por 30 anos, da infraestrutura e da prestação do serviço público de recuperação, operação, manutenção, monitoração, conservação, implantação de melhorias, ampliação de capacidade e manutenção do nível de serviço do sistema rodoviário nos trechos:

As praças de pedágio serão distribuídas da seguinte forma:

·         Praça 1 – Uberlândia (MG) – km 652,5

·         Praça 2 – Monte Alegre de Minas (MG) – km 706,7

·         Praça 3 – Ituiutaba (MG) – km 769,2

·         Praça 4 – Santa Vitória (MG) – km 837,8

·         Praça 5 – Paranaiguara (GO) – km 29

·         Praça 6 – Cachoeira Alta (GO) – km 97,3

·         Praça 7 – Jataí (GO) – km 158,5

Como principais obras a serem realizadas, destaca-se a duplicação de 44 km de rodovia, a implantação de 160 km de terceiras faixas em pistas simples, a adequação e a implantação de 80 km de acostamentos, além de obras de melhorias como vias marginais (19 km), viadutos (2), passagens inferiores, rotatórias, passarelas, melhoria dos acessos e a recuperação e implantação dos sistemas elétricos de iluminação relacionados. 

Com informações da Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT