Rio: Manifestação por morte de miliciano no Campinho deixa um ônibus vandalizado

Rio: Manifestação por morte de miliciano no Campinho deixa um ônibus vandalizado

22 de fevereiro de 2021 0 Por Redação Revista do Ônibus

RIO – Um ônibus modelo NeoBus Mega Plus, equipado com chassi Mercedes-Benz OF-1721L, da empresa Viação Redentor que fazia a linha 636 – Praça Seca x Saens Peña, acabou sendo danificado na manhã desta segunda-feira (22), por ato de vandalismo na Avenida Nelson Cardoso, na região de Campinho, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

Foto: Reprodução de Redes Sociais

De acordo com moradores da região, a manifestação ocorreu, após a morte de um jovem miliciano, que acabou morto durante confronto ocorrido pela manhã na favela da região.

Equipes da Polícia Militar que estiveram na região, impediram que os moradores da favela que desceram o morro, de interditar a Avenida Nelson Cardoso.

O motorista do coletivo identificado como Sidney, acabou sendo espancado e precisou ser encaminhado para um hospital da região com fratura no nariz e braço machucado.

O primo de Ray Pinto Faria, morto durante operação na favela do Fubá na segunda-feira (22), acusou policiais militares de terem abordado e matado o adolescente de 14 anos. A família chegou no fim da manhã no Instituto Médico Legal – IML para reconhecer o corpo. 

Com informações da Band News Fm Rio e Redes Sociais