Rodoviários de Teresina realizam paralisação por falta de pagamento

Rodoviários de Teresina realizam paralisação por falta de pagamento

5 de fevereiro de 2021 Off Por Redação Revista do Ônibus

TERESINA – Os rodoviários das empresas de ônibus que pertencem aos consórcios que operam linhas municipais de Teresina, realizaram na tarde desta sexta-feira (5), mais uma paralisação, seja a 5ª somente neste ano, por conta da falta do pagamento do salário referente ao mês de janeiro. Entre às 16h e 18h, os coletivos deixaram de circular na cidade, e foram direto para as respectivas garagens, deixando milhares de pessoas sem o transporte coletivo.

A Prefeitura de Teresina, informou através da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito – Strans que, diante da paralisação dos motoristas e cobradores já acionou quase 200 motoristas cadastrados para circular. A administração municipal informou ainda ter acionado à Procuradoria Geral do Município para avaliar as questões jurídicas do caso.

Acredita-se que ao menos 300 funcionários tenha aderido a paralisação desta sexta-feira (5). Os rodoviários pretendiam realizara a paralisação na próxima segunda-feira (8), porém, acabaram antecipando a paralisação.

A primeira paralisação do transporte de Teresina, ocorreu no dia 11 de janeiro. Na época, os rodoviários reivindicavam o pagamento dos salários de forma integral e ainda o reajuste dos salários de 2019.

Os rodoviários realizaram a segunda paralisação no dia 27 de janeiro, quando na época, denunciavam que estavam seguido recebendo valores abaixo do salário, bem como não estaria recebendo ticket-alimentação e plano de saúde. A Prefeitura de Teresina, entrou no cenário, e pagou o ticket-alimentação.

No primeiro dia de fevereiro, os rodoviários realizaram a terceira paralisação do transporte, quando funcionários do Consórcio Theresina, que atende à Zona Sudeste de Teresina, realizaram um protesto. Na época. a categoria protestava contra a demissão de um trabalhador, que eles consideraram injusta. A paralisação durou cinco horas, até que os trabalhadores e empresários entraram em um acordo.

Já quarta paralisação ocorreu na quinta-feira (4), entre os funcionários de uma das empresas que fazem parte do Consórcio Urbanus, que atende a Zona Leste de Teresina. O protesto foi porque 25 trabalhadores não receberam o pagamento das férias, mesmo após voltar ao trabalho. Outra questão é que 18 trabalhadores que estão afastados e teriam direito a 30% do salário estariam há três meses sem receber.

Com informações da Tv Clube,