PE: Plano de melhoria de transporte público é apresentado ao TCE

PE: Plano de melhoria de transporte público é apresentado ao TCE

1 de fevereiro de 2021 Off Por Redação Revista do Ônibus

RECIFE – A melhoria do serviço de transporte público na Região Metropolitana do Recife foi assunto de uma nova reunião que aconteceu nesta segunda-feira (01), na sede do Tribunal de Contas de Pernambuco.

O encontro contou com a presença dos conselheiros Ranilson Ramos (vice-presidente), Marcos Loreto e Carlos Neves, dos secretários estaduais, Alexandre Rebêlo (Planejamento) e Marcelo Bruto (Desenvolvimento Urbano), do presidente e do diretor de Operações do Consórcio Grande Recife, Erivaldo Coutinho e André Melibeu e dos representantes do Ministério Público Estadual, André Felipe Menezes e Édipo Soares, das áreas de transporte e saúde.

Na ocasião, o secretário de Desenvolvimento Urbano, Marcelo Bruto, que responde pelo transporte coletivo na RMR, apresentou aos conselheiros o protocolo de ações a serem implantadas pelo Governo do Estado visando reduzir o problema de superlotação dos ônibus, que se agravou durante a pandemia.

Entre as medidas, está a ampliação da frota de veículos das linhas com maior demanda de usuários e o reforço de policiais militares nos terminais de passageiros para atuar como apoio na fiscalização e ordenamento das filas.

O secretário informou que a ampliação da frota se dará com 100 veículos imediatamente e outros 50, a partir do dia 08 de fevereiro, podendo chegar a 200 ônibus a mais ainda este mês.

O conselheiro Ranilson Ramos lembrou que essas ações precisam ser prioritárias e urgentes, pois a demanda pelo transporte coletivo deve crescer em função da volta das aulas presenciais no Estado, com o retorno de 180 mil estudantes às escolas. “Mesmo sabendo que as aulas vão funcionar em sistema híbrido, haverá uma procura maior pelos ônibus por parte dos alunos que vão presencialmente às unidades escolares”, disse o conselheiro.  

“Esse reforço na frota representa um incremento de 10% nas linhas com maior problema de superlotação, o que já é um avanço. Nossa meta, colocada hoje, em concordância com o Poder Público, é que esse número passe de 1.724 para 2.000 veículos”, afirmou o conselheiro Ranilson Ramos.

O secretário Marcelo Bruto agradeceu a atuação do TCE e destacou a importância dos encontros e das discussões sobre o assunto. 

“É muito importante esse olhar do Tribunal de Contas, enquanto órgão de controle externo, sobre uma questão que alcança toda a sociedade, principalmente neste cenário de pandemia”, disse ele. “O TCE é um construtor de soluções, quando se antecipa aos problemas e procura trabalhar em conjunto com o poder público na possibilidade de avançar em algumas políticas públicas que são muito difíceis e desafiadoras, como a do transporte coletivo”, afirmou Marcelo Bruto.

As informações apresentadas durante a reunião serão agora repassadas à área técnica do TCE, que vai instaurar auditoria para acompanhar o cumprimento das medidas anunciadas. 

Com informações do Tribunal de Contas do Estado do Pernambuco