Rodoviários de Teresina anunciam paralisação para esta segunda-feira 25

Rodoviários de Teresina anunciam paralisação para esta segunda-feira 25

24 de janeiro de 2021 Off Por Redação Revista do Ônibus

TERESINA – está marcado para o fim da madrugada desta segunda-feira (15), a paralisação total dos ônibus municipais de Teresina. A informação foi divulgada pelo presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários no Estado do Piauí – Sintetro, Ajuri Dias.

Os rodoviários reivindicamo pagamento dos tickets alimentação e o plano de saúde dos funcionários, que segundo a categoria estaria em atraso. Ainda de acordo com o presidente do sindicato dos rodoviários, foi feito um acordo com o Bruno Pessoa, que é superintendente de Transportes e Trânsito de Teresina – Strans, onde o mesmo teria confirmado que os benefícios seriam pagas aos rodoviários.

“Esse protesto que os trabalhadores estão fazendo é por conta do não pagamento do acordo que foi firmado, que a Prefeitura de Teresina iria pagar os meses de outubro, novembro, dezembro/2020 e janeiro/2021. Até agora não pagaram o ticket. Foi pago dois meses, quando era o Firmino, mas essa gestão nova resolveu não pagar”, explicou Ajuri Dias.

Strans emita nota que pode ser lida na íntegra:

A Superintendência de Transportes e Trânsito de Teresina – Strans vem a público repudiar nota publicada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários no Estado do Piauí – Sintetro na qual a entidade atribui ao superintendente em exercício da Strans, Bruno Pessoa, a responsabilidade em realizar pagamento de Ticket Alimentação e Plano de Saúde aos trabalhadores rodoviários no Piauí.

A Strans afirma que o conteúdo da nota expedida pelo Sintetro não corresponde à verdade. No dia 13 de janeiro de 2021, os representantes do Sintetro foram recepcionados pelo superintendente para tratar das demandas referentes à categoria, mas em nenhum momento se tratou de pagamento de Ticket Alimentação e Plano de Saúde aos trabalhadores
rodoviários no Piauí até porque não é da competência da Strans.

Dessa forma, a Strans, ao tempo em que manifesta seu repúdio ao conteúdo da nota divulgada pelo Sintetro, deixa claro que está à disposição para p restar quaisquer esclarecimentos.

Com informações da Prefeitura de Teresina, Strans e Sintetro