PR: Rodoviários de Londrina realizam paralisação nesta sexta-feira 22

PR: Rodoviários de Londrina realizam paralisação nesta sexta-feira 22

22 de janeiro de 2021 Off Por Redação Revista do Ônibus

LONDRINA – Os funcionários das empresas LondriSul, Transportes Coletivos Grande Londrina – TCGL e TIL Transportes Coletivos S.A, realizam nesta sexta-feira (22), uma paralisação do transporte coletivo municipal de Londrina, afetando milhares de pessoas que precisam se deslocar pela cidade através dos ônibus urbanos.

A categoria diz que não receberam o pagamento do adiantamento quinzenal. A informação foi confirmada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Londrina – Sinttrol. Segundo a entidade, as empresas de ônibus não estão pagando o vale salarial, que é o adiantamento do salários dos funcionários que está previsto em convenção trabalhista.

Atualmente, a empresa TCGL possui em torno de 600 funcionários, a Londrisul tem aproximadamente 350 e a TIL em torno de 200 colaboradores diretos.

Em meio a pandemia da Covid-19, os empresários do transporte, informam que estão sem condições de realizar o pagamento dos funcionários, devido a queda de passageiros transportados nos últimos meses. Acredita-se que as empresas de ônibus, possam conseguir um empréstimo para que possam resolver o problema da paralisação.

Em outubro de 2020, parte do transporte coletivo da cidade ficou paralisado em outro protesto por atraso no pagamento de benefícios.

Os motoristas e cobradores afirmam que só voltarão a trabalhar quando os vales, que representam 50% da remuneração dos profissionais, foram pagos ou quando houver a promessa de pagamento dos valores.

“Os trabalhadores decidiram que a paralisação continua até que as empresas firmem um compromisso com a categoria dizendo quando vão pagar essa parte do salário, se vai ser ainda hoje, no fim de semana ou no início da semana”, disse Idenildo Dias Alves, diretor do Sindicato dos Trabalhadores.

A Prefeitura de Londrina, informou através da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização – CMTU, que é responsável por gerenciar o serviço, que está acompanhando a paralisação dos trabalhadores do transporte coletivo desde às 5 horas da manhã desta sexta-feira (22), quando as autoridades municipais souberam da situação.

A CMTU disse que está cobrando a direção das duas empresas para que elas possam responder aos trabalhadores sobre a antecipação do salário e, depois disso, o serviço possa ser normalizado.

As empresas de ônibus ainda não se manifestaram, até a publicação desta reportagem.

Com informações da RPC TV e Band News FM