Últimas:
Vídeo: Ônibus do BRT Rio surge saltando de quebra-mola na Zona Norte em alta velocidade

RIO – Um ônibus articulado do Consórcio BRT RIO, do modelo NeoBus Mega BRT, acabou sendo flagrando saltando em alta velocidade em um quebra-mola, quando trafegava pela Avenida Brás de Pina, na altura do Largo da Penha, na Zona Norte do Rio de Janeiro. A cena já viralizou na internet e segue sendo comentada em redes sociais e também em grupos de mensagens por aplicativos.

Não é de hoje que o sistema do BRT RIo, vem sendo alvo de inúmeras reclamações de passageiros, que vão desde o atrasos na circulação dos ônibus, assim como da superlotação dos coletivos, até a falta de ar-condicionados e as péssimas condições dos ônibus.

Nossa equipe não conseguiu identificar a data em que a cena ocorreu. O vídeo passou ser compartilhado fortemente, neste último fim de semana, quando o coletivo passou em alta velocidade pelo Corredor Transcarioca.

Uma obra de manutenção em uma tubulação da Cedae, acabou interditando a calha exclusiva por onde trafegam os ônibus articulados do BRT RIO, porém, como o tráfego foi desviado para a faixa dos carro, o motorista do coletivo não percebeu o quebra-mola, passando no local sem frear, quando o ônibus salta, parecendo que vai se desprender e para metros adiante.

O consórcio BRT informou que está apurando o que aconteceu com o ônibus articulado na Penha.

A Prefeitura do Rio informou que iniciou o processo de recapeamento dos corredores Transoeste e Transcarioca na semana passada. A previsão é que as obras terminem no fim do mês.

“A gente está fazendo um estudo para levantar qual é a frota operante hoje em dia, qual é a demanda, principalmente nos horários de pico, para reduzirmos as aglomerações e quais ônibus estão disponíveis nas garagens para voltar imediatamente”, afirmou a secretária municipal de Transportes, Maína Celidônio.

Com informações de Redes Sociais, Prefeitura do Rio e Consórcio BRT Rio

Confira todas as notícias sobre o BRT RIO

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: