Belo Horizonte: Fechamento do comércio altera horários do metrô e ônibus. Veja o que muda

Belo Horizonte: Fechamento do comércio altera horários do metrô e ônibus. Veja o que muda

9 de janeiro de 2021 Off Por Redação Revista do Ônibus

BELO HORIZONTE – Com o aumento significativo da transmissão do novo coronavírus, a prefeitura de Belo Horizonte, definiu novas regras de restrição para o funcionamento do comércio na capital mineira a partir desta próxima segunda-feira (11), e por conta disso, a circulação dos ônibus e do metrô de Belo Horizonte, também sofrerão alterações.

Em meio as novas restrições, a Companhia Brasileira de Trens Urbanos – CBTU informou que o horário de circulação dos trens, a partir de segunda, das 5h40 às 11h30 e das 15h30 às 21h30, diariamente. Todas as 19 estações estarão abertas.

A CBTU reforçou que permanece obrigatório o uso de máscara sobre o nariz e a boca em todas as estações e dependências do metrô, por tempo indeterminado.

Para atender há demanda de passageiros dos ônibus, o governo municipal informou que o quadro de horário de ônibus e o número de viagens programadas poderão ter “ajustes pontuais” a partir da próxima semana. A informação foi confirmada pela BHTrans nesta sexta-feira (8). “A operação da próxima segunda-feira será avaliada para novas adequações, caso necessário”, informou em nota.

Já o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros – Setra-BH, informou que confirma as alterações de horários, porém afirmou que as mudanças podem ocorrer em vários horários de viagens. As mudanças, no entanto, não comprometerão o horário de início e fim das viagens.

No site da BHTrans, assim como nos aplicativos SIU Mobile e BHBus+, é possível verificar os horários dos ônibus, já a partir deste sábado (9). As informações seguem atualizadas também nas Estações BHBus e no interior dos coletivos, como informou a prefeitura de Belo Horizonte.

A recomendação do Setra é para que o usuário verifique os horários diariamente, porque ajustes deverão ocorrer no decorrer da primeira semana.

O número de viagens, segundo o sindicato, será sempre superior à demanda de passageiros. A expectativa é de uma queda em torno de 35% em relação a atual demanda, de 730 mil passageiros diariamente.

Com informações da Prefeitura de Belo Horizonte, BHTrans, Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros – Setra-BH e Tv Globo