Últimas:
Belo Horizonte: Empresas dos ônibus metropolitanos solicitam reajuste de 41% nas passagens

BELO HORIZONTE – O ano de 2021 começou e com ele o transporte pede ajuda. As empresas de ônibus que operam as linhas intermunicipais do transporte coletivo na Região Metropolitana de Belo Horizonte, solicitaram um reajuste no valor das passagens em mais de 41%. Além do pedido no aumento da tarifa, os empresários do transporte ainda solicitaram que parte dos custos referente aos bilhetes sejam bancados pelo Governo do Estado de Minas Gerais.

A secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade de Minas Gerais, informou que o pedido foi negado, a informação foi confirmada pelo secretário da pasta, Fernando Marcato. De acordo com o secretário, a pasta segue realizando um estudo apenas para realização de uma correção dos valores pela inflação do ano passado, que ficou em 4,38%.

“É um pedido feito em cima de um modelo arcaico de regulação do contrato (de prestação do serviço), e as empresas pedem esses 41%, alegando que uma parte iria para a tarifa e outra seria paga pelo próprio governo. A nossa visão é que esse valor não é devido e não poderíamos dar qualquer tipo de subsídio ou antecipação de receitas com base nesse modelo. A única coisa que estamos avaliando hoje é o reajuste pela inflação”, explicou Marcato.

As empresas de ônibus alegam que por conta da pandemia do novo coronavírus, que deixou em queda o número de passageiros transportados e com o aumento dos custos com pessoal, que não estavam previsto, o setor precisa de ajuda.

Ainda segundo a secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade de Minas Gerais, o o número de viagens do transporte metropolitano ainda é menor em relação ao cenário anterior à pandemia. “Os últimos dados de novembro e dezembro mostraram estavam em 65% da demanda. Mas essa redução também gera menor custo para a manutenção das empresas”, lembrou Marcato.

Ao todo, existem 232 linhas na região, sendo a menor tarifa R$ 3,80 e a maior, que faz a linha Betim/Aeroporto de Confins, de R$ 51,25.

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros Metropolitano (Sintram) ainda não se pronunciou sobre o assunto, até a publicação desta publicação.

Com informações do Governo do Estado de Minas Gerais, Band News FM, O Tempo e Tv Globo

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: