Grande Vitória: Rodoviários realizam paralisação na manhã desta segunda-feira

Grande Vitória: Rodoviários realizam paralisação na manhã desta segunda-feira

4 de janeiro de 2021 Off Por Redação Revista do Ônibus

VITÓRIA – A manhã desta segunda-feira (4), é marcada por um protesto de cobradores do sistema Transcol, e também do transporte municipal de Vitória, que seguem afastados de suas atividades por quase oito meses, devido a pandemia do novo coronavírus. A categoria faz protesto na porta das garagens de ônibus e pedem o retorno aos postos de trabalho.

Foto: Reprodução de TV

Os ônibus seguem impedidos de circular desde o início da manhã de hoje nas cidades das Região Metropolitana de Vitória, prejudicando milhares de pessoas no primeiro dia útil do ano de 2021.

Nos principais terminais rodoviários imensas filas se formaram e os ônibus que ainda circulam, seguem fazendo as viagens lotados, gerando com isso aglomerações, aumentando os riscos de contaminação da Covid-19.

Segundo José Carlos Sales, que é o o secretário do Sindicato dos Trabalhadores de Transportes Rodoviários do Espírito Santo – Sindirodoviários, estão circulando apenas os ônibus com ar-condicionado e os micro-ônibus, que já não contavam com os serviços dos cobradores.

Ainda de acordo com Sales, o protesto teve início nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira, quando os cobradores foram para as portas das garagens, exigindo o retorno aos seus postos de trabalho.

“Os cobradores chegaram em todas as garagens de manhã e estão querendo trabalhar, mas as empresas não autorizam que os carros saiam com os cobradores. O Sindicato está ao lado do trabalhador. É isso o que o trabalhador quer”, pontuou Sales.

A nova decisão foi tomada pela Secretaria de Estado de Mobilidade e Infraestrutura (Semobi), que determinou que a suspensão dos contratos desses funcionários permaneça enquanto o estado de emergência em saúde pública em razão da pandemia do coronavírus também se mantiver.

O protesto dos cobradores acontece após o governo estadual anunciar, no dia 29 de dezembro, que os cobradores vão permanecer afastados de suas funções por tempo indeterminado.

Cobradores não serão demitidos, garante o Governo do Estado

A Secretaria de Estado de Mobilidade e Infraestrutura – Semobi, informou através de nota que os profissionais que atuam como cobradores do Sistema Transcol não podem e não serão demitidos, tendo em vista o prazo de estabilidade previsto por lei federal e também um acordo firmado com o Tribunal Regional do Trabalho em 2019. Por esse motivo, a pasta voltou a afirmar que os cobradores deverão voltar a trabalhar, mas em outras funções, que devem ser definidas pelas empresas.

“Assim, a Semobi acredita mais uma vez no bom senso da categoria em não promover movimentos que prejudiquem a população e a própria categoria nesse momento de cautela em relação a pandemia, uma vez que a medida também visa a saúde dos próprios trabalhadores e que tem colaborado, junto com outras medidas, para o baixo nível de contaminação entre os trabalhadores do sistema”, informou a pasta.

A paralisação dos rodoviários foi suspensa no início da tarde, quando os ônibus voltaram a circular de forma gradual.

Com informações da Tv Gazeta, Governo do Estado do Espírito Santo e Sindicato dos Trabalhadores de Transportes Rodoviários do Espírito Santo – Sindirodoviários