Últimas:
Búzios: Justiça determina que turistas deixem a cidade em até 72 horas. Ônibus ainda circulam

BÚZIOS – Uma decisão da Justiça do Rio de Janeiro determinou, nesta última quarta-feira (16), que os turistas que ainda estejam no município de Búzios, na Região dos Lagos, deixe a cidade em até 72 horas, incluindo os turistas hospedados em hotéis, pousadas, hostels e demais imóveis de aluguel por temporada. A cidade segundo a determinação judicial, deve voltar a Bandeira Vermelha – Rio 3, criando uma espécie de Lockdown parcial.

Desde o início da manhã de hoje, um grande grupo de moradores e funcionários de vários setores da economia e do turismo iniciaram um protesto e acabaram fecharam no início da tarde desta quinta-feira (17), as principais vias de entrada e saída do centro.

A medida da 2ª Vara de Búzios, atende ao pedido da Defensoria Pública e ainda cabe recurso.

Segundo o Tribunal de Justiça do Rio, além da paralisação do setor turístico, a decisão leva a Prefeitura a retroagir imediatamente com todas as medidas de flexibilização adotadas até então.

Ainda segundo a Justiça, o decreto municipal de março, que prevê isolamento social mais rígido, deve voltar a vigorar até o fim de dezembro ou até que o município cumpra as exigências sanitárias e administrativas estabelecidas no Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado pelo município com a Defensoria Pública em junho de 2020, e que não teria sido cumprido até o momento.

A determinação estabelece multa diária de R$ 100 mil em caso de descumprimento.

O setor de turismo rodoviário também começa ser atingido pela medida, já que está proibido a entrada de turistas na cidade.

Circulação de ônibus se mantém na cidade nesta tarde

A circulação dos ônibus intermunicipais da Auto Viação 1001, que opera o trecho Rio x Búzios e Búzios x Rio, seguem circulando normalmente nesta tarde de quinta-feira (17). O mesmo ocorre com os ônibus da Viação Macaense do Grupo JCA, que opera a linha Búzios x Macaé.

Para as viagens agendas esta sexta-feira (18), no trecho Rio x Búzios, as partidas de ônibus seguem confirmadas, como é possível ver na consulta feita no portal ClickBus, que é responsável pela venda de passagens no trecho.

A Auto Viação 1001 informou que a empresa opera de acordo com as determinações da prefeitura e órgãos regulatórios, e por enquanto não há novas orientações quanto à operação de transporte rodoviário.

Foto: Reprodução de Internet

A Associação de Hotéis do Estado do Rio de Janeiro – ABIH/RJ se disse surpreendida com a decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro de fechar o Turismo em Armação de Búzios, no litoral norte fluminense. Segundo a ABIH-RJ, os hotéis foram dos primeiros a estabelecer protocolos de segurança e diz esperar que o retorno seguro possa ocorrer o quanto antes.

Veja abaixo comunicado da associação.

“A hotelaria do Estado do Rio de Janeiro foi surpreendida, na noite dessa quarta-feira (dia 16), com a decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) quanto ao fechamento das atividades na cidade de Armação de Búzios em função do aumento no número de novos casos de covid-19.

Entendemos que, diante das dimensões desta pandemia, as autoridades estão fazendo a sua parte. Porém, é importante esclarecer que os meios de hospedagem seguem protocolos rigorosos de segurança na prevenção ao covid-19. O setor de hotelaria foi um dos pioneiros na definição das regras de ouro focadas na saúde da população, dos clientes de hospedagem e alimentação e dos colaboradores do setor, que trabalha com responsabilidade e ações de prevenção.

Por fim, esperamos que tendo em vista o estrito cumprimento das normas sanitárias pelos estabelecimentos hoteleiros, seja permitido seu funcionamento, de maneira segura e sempre preservando não só os turistas mais também seus colaboradores.”

Foto: Paulo Veiga/Inter TV Rio

Ministro do Turismo comenta sobre o fechamento do turismo em Búzios

O Grupo JCA ainda não se manifestou sobre a situação que não permite a entrada de turistas na cidade, até a publicação desta reportagem.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: