Últimas:
Grande Recife: Ônibus voltam a circular sem cobradores nesta tarde, após protesto de rodoviários

RECIFE E OLINDA – Chega ao fim o protesto de rodoviários, iniciado na manhã desta quarta-feira (9), na Região Metropolitana do Recife, quando diversos ônibus urbanos que atendem linhas no Recife e demais cidades na região, foram impedidos de sair de várias garagens, causando um caos no transporte de passageiros.

O retorno da operação, foi confirmado na tarde de hoje, pelo Grande Recife Consórcio de Transportes.

Os rodoviários iniciaram o protesto, como forma de obrigar as empresas de ônibus a cumprir a lei que determina a obrigatoriedade de cobradores nos coletivos, e o encerramento da dupla função de motoristas, que ainda exercem também a função cobrador.

A Justiça do Trabalho determinou um fim do protesto e os coletivos passaram a deixar as garagens por volta de 13h40, como informou o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Aldo Lima.

“Começou pela empresa Caxangá. Eram duas garagens, com mais de 300 ônibus. Só 18 deles saíram, de manhã, pois tinham cobradores”, afirmou.

Lima disse, ainda, que a decisão judicial teve impacto na retomada das atividades, já que o Batalhão de Choque foi enviado para as garagens para apresentar o documento.

“A gente planejava abrir as garagens a partir das 14h. Mas, antes disso, veio a determinação da Justiça do Trabalho. Não valia a pena contestar nem fazer algo contra ela”, declarou.

Grande Recife Consórcio se manifesta

O Grande Recife Consórcio de Transporte, se manifestou através de nota divulgada na tarde de hoje, informando que as empresas iniciaram a operação dos ônibus que estavam retidos nas garagens.

Ainda segundo a nota, o Grande Recife disse que “a fim de minimizar os transtornos para os passageiros, alguns veículos das empresas Vera Cruz e Globo foram remanejados para atender a algumas linhas das empresas que tiveram os ônibus retidos nas garagens”.

O Grande Recife disse também que “vem perseguindo o cumprimento da Portaria 167/ 2020, que proíbe a dupla função do motorista no Sistema de Transporte Público de Passageiros na Região Metropolitana do Recife”.

O Consórcio já havia notificado, desde a última sexta-feira (4), todas as empresas operadoras para o cumprimento da portaria, inclusive fiscalizando e autuando quando identificada irregularidade.

Empresários alegam ilegalidade na paralisação

O Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Pernambuco – Urbana/PE, informou que teria questionado o Grande Recife Consórcio de Transporte, sobre a aplicação da lei disse que a Procuradoria do Estado de Pernambuco, se manifestou “sobre a sua inaplicabilidade no Sistema de Transporte Público de Passageiros da Região Metropolitana do Recife”.

O Urbana/PE informou ainda que a Justiça do trabalho já teria se manifestado sobre a paralisação e passou determinar que os ônibus, deixam as garagens, sob pena de aplicação de multa.

Com informações da Tv Globo, Sindicato dos Rodoviários do Recife e região e Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Pernambuco – Urbana/PE

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: