Últimas:
Rio: Viação Pavunense finaliza paralisação, após acordo com rodoviários

RIO – Chegou ao fim a paralisação dos rodoviários da Viação Pavunense, ainda na manhã desta quarta-feira (2), após a empresa fechar um acordo com seus funcionários, como informou a Rádio Tupi FM e o O Rio Ônibus – Sindicato das Empresas de Ônibus da Cidade do Rio de Janeiro.

Durante uma assembleia que foi realizada nesta última terça-feira (1º), a direção da Viação Pavunense acabou oferecendo uma proposta para o pagamento do 13º salário em cinco parcelas, porém, os rodoviários não aceitaram o acordo e de acordo com o Sindicato dos Rodoviários informou que deverá recorre junto ao Ministério Público do Trabalho do Rio de Janeiro – TRT/RJ.

O vice-presidente do Sindicato dos Rodoviários, José Carlos Sacramento, afirmou que, em assembleia realizada hoje, ficou decidido que o pagamento será feito em cinco parcelas.

“Concluir os 20% hoje, mais 20% no dia 20 e assim por diante. Ficou em cinco parcelas. Se entrar o dinheiro do governo, que está para entrar, será pago imediatamente”, afirmou

Vídeo: Reprodução de Grupos de Whatsapp

A Viação Pavunense possui 16 linhas de ônibus que atendem os bairros de Madureira, Jardim América, Pavuna e Anchieta ao Centro da cidade.

A decisão foi tomada após uma reunião entre o Sindicato dos Rodoviários, Rio Ônibus e representantes da Viação Pavunense.

Em assembleia, ficou decidido que o pagamento será realizado da seguinte maneira:

  • 20% nesta quarta-feira (2);
  • 20% no dia 20 dezembro;
  • 20% em janeiro;
  • 20% em fevereiro; e
  • 20% em março.

O vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do estado do Rio de Janeiro – Sintraturb Rio, José Carlos Sacramento, que esteve à frente das negociações dos profissionais da categoria, afirmou que essa foi a melhor solução.

“Claro que o sindicato queria e quer que todos os pagamentos sejam feitos integralmente, mas o momento é complicado para todas as categorias de trabalhadores”, disse.

A Prefeitura do Rio, através da Secretaria Municipal de Transportes – SMTR, informou que não foi notificada sobre a paralisação dos funcionários e ressaltou que é responsabilidade do operador adotar medidas emergenciais em caso de greve ou paralisação.

O Rio Ônibus, informou que estima que outras paralisações ainda aconteçam, porque há problemas em negociação entre empresas e funcionários sobre o 13º salário. Nesta segunda-feira (30), motoristas do sistema BRT paralisaram as atividades em protesto ao parcelamento do 13º em cinco parcelas.

Com informações do Rio Ônibus, Sintraturb Rio, Band News FM Rio e Rádio Tupi FM

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: