Rio: SMTR informa que irá multar BRT Rio por paralisação

Rio: SMTR informa que irá multar BRT Rio por paralisação

1 de dezembro de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

RIO – A paralisação dos ônibus nos três corredores expressos Transoeste, Transcarioca e Transolímpica, ocorrida na tarde desta última segunda-feira (30/10), e que prejudicou mais de 170 mim passageiros que utilizam o sistema do BRT Rio, poderá sair caro. A Secretaria Municipal de Transportes disse nesta terça-feira (1º) que vai autuar o BRT-Rio pela interrupção do sistema.

A administração municipal, informou através da Secretaria Municipal de Transportes – SMTR, que o consórcio BRT Rio, tem responsabilidade para adotar medidas emergenciais em casos de qualquer paralisação, o que não ocorreu nesta segunda-feira, quando os rodoviários que trabalham com os ônibus articulados, resolveram realizar uma paralisação de última hora.

A secretaria informou ainda que há um projeto, já aprovado no Senado, para liberar recursos para o setor de transportes que passa por uma grave crise por causa da pandemia.

Paralisação dos funcionários do BRT chega ao fim, após consórcio sinalizar o pagamento do 13º salário

Chegou ao fim, na noite desta segunda-feira (30), a paralisação dos funcionários do BRT RIO, que começou no início da tarde do mesmo dia, e que acabou suspendendo o serviço nos três corredores expressos Transoeste, Transcarioca e Transolímpica. A Prefeitura do Rio, através da Secretaria Municipal de Transportes, chegou recomendar durante a tarde que os passageiros utilizassem outros meios de transportes. A circulação dos coletivos devem ser normalizada já no início da manhã de hoje (1º).

Homens da Guarda Municipal e da Polícia Militar reforçavam o policiamento no corredor Transoeste.

Foto: Reprodução de TV

A movimentação de passageiros foi tranquila, por volta das 6h na estação Pingo D’Água, em Guaratiba, na Zona Oeste. Uma hora depois, a estação já estava bem cheia, com passageiros aglomerados e viajando em pé nos ônibus.

Já no corredor Transcarioca, não houve registro de filas no período da manhã. Ao menos na estação Taquara, os coletivos articulados, saíam com regularidade, como informou a TV Globo.

Na estação Recreio Shopping, um ônibus quebrou por volta das 7h, no horário de pico.

Foto: Reprodução de TV

Consórcio BRT Rio emite nota sobre a operação

“O BRT Rio utilizará os recursos de compromissos futuros e pagará os 30% restantes da primeira parcela do 13º salário nessa terça-feira, primeiro de dezembro.

A medida visa, única e exclusivamente, atender às necessidades dos usuários que dependem do BRT para deslocamento diário.

O BRT rechaça qualquer acordo com os motoristas que instalaram ilegalmente a greve, os quais atuaram de forma irresponsável na paralisação de um serviços essencial para a população.

Com o pagamento integral da primeira parcela do 13ºsalário, o BRT Rio espera que todos os motoristas retornem ao trabalho de forma a não prejudicar ainda mais os cariocas”, diz a nota.

O Consórcio não informou detalhes sobre o ônibus quebrado nesta manhã.

Com informações da Prefeitura do Rio, Consórcio BRT RIO e TV Globo