Prefeitura do Rio multa em R$  33,6 milhões a Odebrecht por irregularidades em obras do BRT Transoeste

Prefeitura do Rio multa em R$ 33,6 milhões a Odebrecht por irregularidades em obras do BRT Transoeste

18 de novembro de 2020 0 Por Redação Revista do Ônibus

RIO – A Prefeitura do Rio informou que aplicou uma multa no valor de R$ 33,6 milhões à construtora Odebrecht, como forma de ressarcimento ao município por parte dos prejuízos causados aos cofres públicos nas obras do corredor Transoeste do BRT, realizadas na gestão anterior. Em investigação iniciada no atual governo, foram comprovadas irregularidades em trechos da obra entre a Barra da Tijuca e Santa Cruz.

O prazo de pagamento é de 30 dias, a contar da publicação da medida no Diário Oficial do Município, o que ocorreu na terça-feira (17).

Ainda de acordo com a publicação no Diário Oficial, a multa tem de ser paga pela Odebrecht à Secretária de Infraestrutura, Habitação e Conservação do município.

O corredor do BRT Transoeste foi uma obra inaugurada em 2012 pelo ex-prefeito do Rio, na época Eduardo Paes, que atualmente é o adversário de Crivella no segundo turno da eleição à Prefeitura. Paes administrou a cidade de 2009 a 2016 e teve o BRT como uma das principais realizações dos seus mandatos.

A Odebrecht ainda não se manifestou sobre a ação da prefeitura do Rio.

Com informações da Prefeitura do Rio