Rio: Tiroteio suspende a circulação de ônibus na Zona Norte e trem acaba sequestrado

Rio: Tiroteio suspende a circulação de ônibus na Zona Norte e trem acaba sequestrado

19 de outubro de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

RIO – Uma ação policial ocorrida por volta das 5h, da madrugada desta segunda-feira (19), quando agentes da Polícia Militar entraram nas favelas do Jacaré, Mandela e de Manguinhos, todas na Zona Norte do Rio de Janeiro, acabou resultando em um intenso tiroteio, obrigando as empresas de ônibus a suspenderem a circulação dos coletivos.

A ação policial que durou cerca de doze horas, não prendeu ninguém, fechando apenas as principais vias da região, deixando ônibus e trens sem circulação na localidade do Jacaré, próximo da Cidade de Polícia. Ao menos quatro funcionários da Supervia, Concessionárias de trens, foram sequestrados na ação dos marginais, que fugiram do cerco policial.

A Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, chegou interditar a Avenida Dom Helder Câmara, e a Rua Leopoldo Bulhões, os dois principais acessos do bairro as favelas, devido ao intenso tiroteio que ocorreu entre marginais e policiais.

Os moradores e passageiros dos ônibus, informaram que os pontos ficaram lotados, devido as interdições por mais de duas horas. Apenas por volta de 7h15, os veículos foram autorizados a circular.

Assim também aconteceu com os trens da Supervia. A empresa precisou suspender as composições que passavam pelo local. A reabertura só aconteceu quase sete horas depois da interrupção: às 11h.

Com informações da Band News Fm, Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro