Vídeo: Passageiros do BRT RIO reclamam de superlotação, atrasos e falta de ar condicionado nos ônibus

Vídeo: Passageiros do BRT RIO reclamam de superlotação, atrasos e falta de ar condicionado nos ônibus

3 de outubro de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

RIO – No dia mais quente da semana, a sexta-feira (2), foi sem dúvidas, uma data conturbada para quem precisou embarcar nos ônibus do Consórcio BRT RIO, tanto no corredor Transoeste, como no Corredor Transcarioca, este último que liga a Barra da Tijuca até o Aeroporto Internacional do Galeão na Zona Norte da cidade.

Com o calor na cidade e a temperatura passando dos 42ºC, o cliente do BRT Rio precisou ter paciência durante as viagens ao longo de todo dia, assim como da última quinta-feira (1). Ônibus quebrados, superlotações em estações e ausência de ar condicionado, foram algumas das reclamações dos cliente do serviço que é considerado por eles, como um fracasso de gestão.

Prefeitura do Rio se manifesta sobre as reclamações

A Secretaria Municipal de Transportes informou através de nota que realiza ações de fiscalização diárias, reforçadas desde o início do período de isolamento social, nas estações e terminais do BRT de maior movimento (Alvorada, Madureira, Santa Cruz, Mato Alto e Pingo D´água), para inspecionar as condições da frota operante, bem como o cumprimento dos protocolos sanitários e demais obrigações do operador.

É importante destacar que a SMTR tem aplicado à risca o instrumento previsto em contrato e, desde o início da pandemia, cerca de 3.500 multas foram aplicadas ao BRT Rio por irregularidades na prestação de serviços, principalmente por lotação indevida e intervalo irregular. Vale ressaltar a importância da participação da população ao registrar irregularidades flagradas nos serviços através do canal SMTR com VOCÊ, de forma a direcionar as ações de fiscalização. O número do whatsapp para envio de mensagens é o (21) 98909-3717. 

Por outro lado, o Consórcio BRT Rio ainda não se manifestou sobre as reclamações dos clientes publicadas em redes sociais, até a publicação desta reportagem.

Com informações de Redes Sociais e Band News FM Rio