Rio: Passageira baleada dentro de ônibus em assalto na Zona Norte tem morte cerebral

Rio: Passageira baleada dentro de ônibus em assalto na Zona Norte tem morte cerebral

25 de agosto de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

RIO – A passageira que acabou baleada durante um assalto na Zona norte do Rio, identificada como Patrícia Castro da Silva, teve a morte cerebral confirmada nesta terça-feira (25), pelo Hospital Albert Schweitzer, na Zona Oeste do Rio.

A Polícia Civil, acredita que devido a passageira ter deficiência auditiva, pode no momento a abordagem dos marginais, não compreender que se tratava de um assalto ao coletivo. Os investigadores apuraram que Jahn, um dos marginais a bordo do ônibus, teria se assustado com a presença de uma viatura da polícia militar nas proximidades do ônibus, e ao notar que a passageira demorou a soltar as bolsas que transportava, acabou disparando. A jovem Patrícia foi atingida no pescoço.

Após a ação dos bandidos, a passageira do ônibus que fazia a linha 790 x Campo Grande x Cascadura, foi socorrida por volta 15h20 do dia 21, e encaminhada ao Hospital Albert Schweitzer, em Realengo, na Zona Oeste, onde ficou internada. Janh Alves foi identificado na investigação como o autor do tiro.

Foto: Reprodução de TV

Agentes da Polícia Civil lotados na 29ª DP – Madureira, atuando na Operação Espoliador III, apreenderam o homem identificado como Janh Alves Camelo, de 42 anos, e Wallace Ferreira, 24, como autores e um adolescente que teria ajudado no crime.

A polícia também descobriu que, depois do crime, Janh fugiu para Mangaratiba, município na Região Metropolitana. Foi durante o trajeto da fuga que os policiais, com ajuda da Polícia Rodoviária Federal, conseguiram abordar o suspeito, na altura de Itaguaí.

A polícia informou que o menor completou 18 anos no dia seguinte ao roubo. Mesmo assim, ele responderá como inimputável, por ser adolescente no momento da abordagem.

Janh e Wallace, suspeitos de terem praticado outros roubos parecidos, foram reconhecidos por como autores de outro roubo em ônibus na mesma rua de Turiaçu. No plantão judiciário, a delegacia conseguiu a prisão temporária da dupla por 30 dias.

Com informações da Polícia Civil do Rio de janeiro, Polícia Rodoviária Federal, Band News FM Rio e TV Globo