Itabuna: Audiência que definiria o retorno dos ônibus terminou sem acordo

Itabuna: Audiência que definiria o retorno dos ônibus terminou sem acordo

25 de agosto de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

ITABUNA – Terminou sem acordo, a audiência que definiria o retorno dos ônibus municipais de Itabuna, realizada na manhã até a tarde desta terça-feira (25), na 4ª Vara do Tribunal Regional do Trabalho – TRT. A reunião teve a participação de representantes das empresas de ônibus, da prefeitura, do Sindicato dos Rodoviários e da Justiça do Trabalho.

O município de Itabuna, no Sul da Bahia, segue desde o mês de março com a suspensão do transporte municipal de passageiros, devido a pandemia do novo coronavírus. O prefeito de Itabuna, Fernando Gomes, chegou autorizar no dia 5 de agosto, por meio de um decreto, que o transporte municipal voltasse operar na cidade, porém, os ônibus não voltaram para as ruas.

De acordo com o Tribunal Regional do Trabalho – TRT, a audiência tinha como objetivo ter um acordo quanto ao pagamento dos salários dos funcionários das empresas de ônibus, que seguem atrasados. Essa parte é referente a 30% do que deveria ter sido pago pelas empresas.

A Prefeitura de Itabuna informou que apresentou uma proposta para que os ônibus voltassem a operação na cidade. Propondo pagar R$ 376 mil à Associação das Empresas de Transportes Urbanos de Itabuna – Aetu, porém, de acordo com a Aetu, o valor é referente a um terço da dívida, e não seria suficiente para que as empresas possam retornar com suas operações, garantindo que a frota possa atender a demanda de passageiros no município.

O presidente do Sindicato dos Rodoviários de Itabuna, Arlensen Nascimento, disse que, no dia 6 de agosto, houve uma reunião entre a categoria e o TRT, e que, na ocasião, o juiz concedeu uma semana para as empresas entrarem em acordo.

Na ocasião, uma reunião foi marcada para o dia 18 de agosto e depois foi adiada para essa terça-feira. A audiência começou por volta das 10h30 e, até às 15h30, ainda não tinha terminado.

Com informações da Prefeitura de Itabuna, Sindicato dos Rodoviários de Itabuna, Associação das Empresas de Transportes Urbanos de Itabuna – Aetu e TV Santa Cruz