RJ: Rodoviários de Niterói e região podem paralisar atividades

RJ: Rodoviários de Niterói e região podem paralisar atividades

19 de agosto de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

NITERÓI E SÃO GONÇALO – Os rodoviários de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí, Maricá e Tanguá, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, podem iniciar uma paralisação a partir desta quinta-feira (20). A informação é do Sindicato dos Trabalhadores dos Trasportes Rodoviários de Passageiros de Niterói a Arraial do Cabo – Sintronac.

Os rodoviários passaram recusar uma proposta dos empresários que visa a redução de salários, bem como de benefícios, e por conta disso, a categoria poderá realizar uma paralisação nos próximos dias. Uma nova assembleia deverá ser realizada na tarde desta quarta-feira (19). A última assembléia, os rodoviários decidiram por 1.724 votos a favor da paralisação, contra 177 votos que pedem que não tenha paralisação.

Ainda segundo o Sindicato dos Trabalhadores dos Trasportes Rodoviários de Passageiros de Niterói a Arraial do Cabo – Sintronac, pelo menos 2 mil trabalhadores foram demitidos e, desde 31/07, a categoria não recebe mais o auxílio emergencial do Governo Federal, que compunha 70% dos salários.

Na próxima quinta-feira (20), está marcado uma videoconferência com o Ministério Público do Trabalho a partir das 10h, quando se decidirá sobre a possível paralisação dos rodoviários.

“A lenta retomada das atividades econômicas, de lazer e de educação, provocada pela pandemia, é o argumento dos empresários de que não terão como arcar com suas folhas de pagamentos e que serão obrigados a demitir os rodoviários. Isso, sem dúvida, define um quadro de paralisação no setor de transporte por ônibus em nossa região. As companhias afirmam que têm atualmente um excedente de 25% de mão-de-obra”, alerta o presidente do Sintronac, Rubens dos Santos Oliveira.

Proposta chama atenção

Os empresários do transporte da região, ofereceram o pagamento de 50% dos salários e redução no valor da cesta básica, que passaria de R$ 280 para R$ 120.

Por outro lado, os funcionários informaram que pedem pela manutenção do Acordo Coletivo, que deveria vigorar até o 1º de novembro, com salários, férias e 13º integrais, assim como todos os benefícios e estabilidade no emprego por três meses.

Com informações do Sindicato dos Trabalhadores dos Trasportes Rodoviários de Passageiros de Niterói a Arraial do Cabo – Sintronac e Folha da terra