Rodoviária de Ponta Grossa volta sua operação após cinco meses sem receber ônibus

Rodoviária de Ponta Grossa volta sua operação após cinco meses sem receber ônibus

17 de agosto de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

PONTA GROSSA – O Terminal Rodoviário de Ponta Grossa voltou operar linhas na manhã desta segunda-feira (17), após ficar cinco meses sem receber nem ônibus e nem passageiros, por conta de restrições devido a pandemia do novo coronavírus. A Prefeitura informou que o decreto que libera o terminal traz ainda medidas restritivas.

O governo municipal informou que nos últimos cinco dias, funcionários da Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte – AMTT e do setor de Fiscalização da Prefeitura Municipal trabalham para organizar o espaço.

“No fim de semana os fiscais trabalharam para fazer os isolamentos e indicações para não haver aglomeração, porque a rodoviária abre com muitas restrições”, reforçou o prefeito Marcelo Rangel.

A Prefeitura de Ponta Grossa, informou que segue estudando a reabertura do Aeroporto Santana, que atende a cidade, com voos comerciais entre os meses de setembro e outubro.

Ainda segundo o decreto municipal 17.608/2020, o governo municipal estabelece que só podem frequentar o ambiente os passageiros que estejam usando máscaras e portando a passagem em mãos – não será permitida a entrada de pessoas que não vão embarcar nos ônibus, como acompanhantes de passageiros. Todos que frequentarem o terminal interurbano terão a temperatura aferida na entrada e, caso estejam acima de 37,8°C, será encaminhado para atendimento hospitalar.

As empresas de ônibus foram orientadas a permitir o embarque apenas dentro do terminal rodoviário, para que o governo municipal possa ter um controle maior de quantos passageiros deixa a cidade.

Já o desembarque, a orientação é que as plataformas sejam ocupadas de forma alternada para garantir maior distanciamento entre os passageiros que desembarcam de cada veículo. Em caso de descumprimento dessas medidas, a empresa pode sofrer a suspensão temporária da concessão, conforme consta no decreto.

Com informações da A rede e Prefeitura de Ponta Grossa