Feira de Santana: Empresas de ônibus suspendem demissões de 120, diz sindicato dos rodoviários

Feira de Santana: Empresas de ônibus suspendem demissões de 120, diz sindicato dos rodoviários

23 de julho de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

FEIRA DE SANTANA – A demissão em massa de mais de 120 funcionários das empresas Rosa e São João, segue ao menos por enquanto suspensas, como informou o presidente interino do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Feira de Santana – Sintrafs, José de Sousa. De acordo Sintrafs, as duas empresas que operam linhas municipais em feira de Santana, já teriam demitido 293 funcionários em maio deste ano.

“Até que fim uma notícia boa. Fomos comunicados que, por enquanto, estão suspensas as 120 demissões, e há possibilidade daqueles 293, com o fim da pandemia ou se voltar a normalidade dos ônibus, proporcionalmente, chamar de volta esse companheiros que já foram demitidos. Recebemos essa notícia com muita alegria, porque ultimamente só estávamos recebendo notícias ruins. Esperamos que volte logo a normalidade aqui em Feira de Santana para que nosso companheiros possam trabalhar mais tranquilos sem o zum zum zum de que vai demitir hoje ou manhã. Esperamos que retorne o mais rápido possível os 100% dos rodoviários em Feira de Santana. Tudo hoje é com um protocolo, vai de acordo com o número de passageiros, a medida que for aumentando o carregamento, acredito que proporcionalmente vai aumentando o número de ônibus e de trabalhadores”, declarou.

Para José de Sousa, uma conversa entre os empresários e a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito – SMTT, possa ter ligação na decisão da suspensão na demissão dos funcionários.

A Prefeitura de Feira de Santana, informou que a demanda de passageiros segue aumentando com a reabertura do comércio, e para evitar a lotação nos coletivos e com isso gerar aglomerações de passageiros, o governo municipal segue solicitando aumento na frota de ônibus da cidade.

Para tentar manter a operação dos ônibus, as empresas alegaram sérias dificuldades financeiras, após a redução no transporte de passageiros, por conta da pandemia da Covid-19, aderindo com isso as medidas do Governo Federal, com a redução de salários e de carga horários de vários funcionários, onde acabaram demitindo 293 funcionários, onde as empresas afirmaram na época, não possuir condições de pagar os salários desses profissionais.

Feira de Santana tem baixa taxa de letalidade pela Covid 19

Feira de Santana continua com o menor índice de letalidade pela covid 19, com uma taxa de 1,88%, enquanto Salvador está com 3,33%, a Bahia com 2,25%, o Nordeste chega a 3,58% e o Brasil alcança 3,72%. Os dados são da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) e do Ministério da Saúde.    

De acordo ainda com dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Feira de Santana tem se mantido nos últimos lugares entre os municípios que apresentam maior incidência da doença, atrás de Salvador, Lauro de Freitas, Itabuna, Jequié, Ilhéus, Candeias, Itamaraju, Teixeira de Freitas, Jaguaquara e Eunápolis. 

Em taxa média de crescimento da pandemia, computando-se os últimos cincos dias de apuração e comparando-se com todos os municípios da Bahia, Feira está em 267º lugar em incidência da covid 19, com a taxa de 1,29, segundo estatísticas da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab).  

Com informações da Prefeitura de Feira de Santana e Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Feira de Santana – Sintrafs