Rodoviários de Porto Velho seguem com paralisação pelo segundo dia na capital

Rodoviários de Porto Velho seguem com paralisação pelo segundo dia na capital

22 de julho de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

PORTO VELHO – O município de Porto Velho, segue pelo segundo dia consecutivo, com a paralisação do transporte de passageiros. Os coletivos que operam linhas na capital, estão parados desde a manhã desta terça-feira (21). De acordo com o sindicato que representa a categoria, a paralisação ocorre devido o atraso no salários, problema que vem s estendendo desde o mês de abril.

Na última terça-feira (14), em fase de alvará, foi feito uma decisão, que autoriza o repasse já feito pela Prefeitura de Porto velho, referente ao mês de abril, para o pagamento dos funcionários, dando com isso, um prazo de 5 dias úteis. Esta é a segunda vez que os rodoviários paralisam as atividades em menos de um mês.

O secretário Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transporte de Porto Velho – Semtran, Nilton Kisner, informou que esse prazo se encerra até o fim do dia. Contudo, os trabalhadores compareceram à garagem esta manhã, e como ainda não haviam recebido o depósito salarial, decidiram mais uma vez não sair às ruas.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Transporte Urbano de Passageiros do Estado de Rondônia – Sitetuperon, Francinei Oliveira, informou que cerca de 80 profissionais, entre motoristas, cobradores e mecânicos, estão em paralisação. Até as 15h40 desta terça, nenhum colaborador havia recebido o pagamento.

O Consórcio do Sistema Integrado Municipal de Transportes de Passageiros – SIM, informou através de nota, que alegra enfrenta problemas econômicos, financeiros e desequilíbrio no sistema.

O caso da empresa foi reconhecido pela justiça através de uma ação em primeira instância, uma vez que a receita recebida pela empresa cobre apenas a manutenção e combustível da instituição.

O consórcio também informou que, apesar de todas as dificuldades, mantém o compromisso de continuar operando durante a pandemia e até o fim do seu contrato no município. No entanto, os trabalhadores reforçam que só voltam a trabalhar quando receberem o pagamento.

Com informações da Rede Amazônica, Sistema Integrado Municipal de Transporte de Passageiro (SIM), Prefeitura de Porto Velho e Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Transporte Urbano de Passageiros do Estado de Rondônia – Sitetuperon.