Curitiba supera meta e renova 535 ônibus em três anos, diz prefeitura

Curitiba supera meta e renova 535 ônibus em três anos, diz prefeitura

17 de julho de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

CURITIBA – O município de Curitiba conta com mais 21 ônibus, que começam a ser integrados ao transporte coletivo da capital nas próximas semanas, a Prefeitura de Curitiba totaliza 535 novos veículos na frota desde 2017 – 85 a mais do que a meta estipulada.

Foto: Daniel Castellano – Prefeitura de Curitiba – Divulgação

Os novos veículos são modelos articulados e padrons, que serão utilizados nas linhas Interbairros II (horário e anti-horário), Interbairros III e Interbairros V, nas linhas diretas/Ligeirinho Boqueirão – Centro Cívico, Bairro Novo, Sítio Cercado e Inter II (horário e anti-horário).

“É com muita alegria que superamos nosso objetivo proposto ainda em 2017, de colocarmos mais 450 ônibus no transporte de Curitiba. Garantimos que a população possa se deslocar com ônibus mais novos, melhores e com mais tecnologia”, disse o prefeito Rafael Greca.

Dos 21 novos ônibus, 14 são articulados (com capacidade para até150 passageiros ) e sete tipo padron (95 passageiros).

“Trata-se da maior renovação de frota dos últimos anos, com veículos mais modernos e que trazem uma série de benefícios para os passageiros”, ressaltou Ogeny Pedro Maia Neto, presidente da Urbanização de Curitiba (Urbs), que administra o transporte coletivo na capital. Com esse novo lote de ônibus, a frota da capital já foi renovada em mais de 40% nos últimos três anos.

Foto: Daniel Castellano – Prefeitura de Curitiba – Divulgação

Inovação

O sistema de transporte de Curitiba passa por um período de inovação em todos os níveis, ressalta o presidente da Urbs. Dentro de 120 dias, novos validadores instalados em ônibus, estações-tubo e terminais vão permitir o pagamento da passagem com cartões de crédito, débito e celular, além de contar com um moderno sistema de biometria para inibir fraudes nos cartões isentos.

Além disso, a redução do valor da passagem, em algumas linhas, fora de horários de pico, reformas nos terminais e implantação de programas de eficiência energética estão em andamento. “O transporte coletivo, além de todos os esforços para evitar a contaminação nesse período de pandemia, está se modernizando, trazendo mais conforto e qualidade do serviço para o usuário”, disse Maia Neto.

Curitiba possui 1.250 ônibus que transportam, em período normal, até 1,23 milhão de passageiros por dia. Por conta da pandemia, no entanto, o número de passageiros está em 260 mil. As linhas realizam, em média, 14,1 mil viagens por dia e percorrem mais de 273 mil quilômetros. São 254 linhas urbanas operadas por três consórcios.

Foto: Daniel Castellano – Prefeitura de Curitiba – Divulgação

Confira detalhes os novos veículos 

8 veículos articulados, categoria Interbairros (cor verde), chassi Volvo B340M, carroceria Marcopolo;
Capacidade de passageiros:145

Câmeras: 6 internas + 2 de apoio ao condutor

2 veículos articulados, categoria Interbairros (cor verde); chassi M. Benz O 500MA, carroceria Marcopolo.
Capacidade de passageiros:145

Câmeras: 6 internas + 2 de apoio ao condutor

2 veículos articulados, categoria Linha Direta/”ligeirinho” (cor cinza), chassi Volvo B340M, carroceria Marcopolo;
Capacidade de passageiros:150

Câmeras: 6 internas + 1 de apoio ao condutor

2 veículos articulados, categoria Linha Direta/”ligeirinho” (cor cinza), chassi M. Benz O 500MA, carroceria Marcopolo;
Capacidade de passageiros: 150

Câmeras: 6 internas + 1 de apoio ao condutor

7 veículos padrons, categoria Linha Direta/”ligeirinho” (cor cinza), chassi Volvo B 250R, de 13 metros, carroceria Marcopolo;
Capacidade de passageiros: 95

Câmeras: 5 internas

Outros equipamentos

Os ônibus têm motorização EURO V/PROCONVE P7 e espaços para cadeirantes, sistema de monitoramento por câmeras, sinais sonoro e visual de fechamento das portas, plaqueta com o prefixo do ônibus em braille, mensagem de voz na solicitação de parada do cadeirante, 20% de bancos destinados às pessoas com deficiência, além de iluminação interna em LED.

Em caráter experimental, os ônibus ligeirinhos estão equipados com calhas verticais nas janelas para que possibilitem a entrada e melhor circulação interna do ar em dias chuvosos.

Com informações da Prefeitura de Curitiba