Piracicaba: Tupi Transportes deve receber subsídio de até R$ 7,1 milhões da prefeitura

Piracicaba: Tupi Transportes deve receber subsídio de até R$ 7,1 milhões da prefeitura

10 de julho de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

PIRACICABA – A Viação Tupi, também conhecida como TUPi – Transportes Urbanos Piracicaba, deverá receber da Prefeitura de Piracicaba um repasse de até R$ 7,1 milhões, tornando um repasse de até 93,5% mais caro, em relação ao pagamento da Via Ágil, antiga empresa que operava o transporte municipal, e que foi substituída.

A autorização é da Câmara de Vereadores de Piracicaba, que aprovou o projeto de lei que determina a concessão de subsídio, como forma de custear o transporte de passageiros da cidade do interior de São Paulo.

A Câmara de Vereadores informou que o repasse do subsídio para a Tupi Transportes, tem como objetivo, evitar um reajuste no valor da tarifa de ônibus municipal. Ainda segundo o legislativo, o reembolso, que será calculado de acordo com os custos operacionais, deve ser pago ainda em 2020, parcelado até dezembro.

A Prefeitura de Piracicaba ainda não comentou sobre o assunto, afirmando apenas que não haverá reajuste enquanto houver o contrato emergencial com a empresa Tupi.

Contrato emergencial em vigor

A viação Trans Acreana, que tem o nome fantasia de Tupi, assumiu no dia 16 de maio o transporte público municipal de Piracicaba.

Com contrato emergencial de seis meses no valor de R$ 34,4 milhões, a empresa se comprometeu, ao assumir o serviço, em manter a tarifa e o mesmo cartão eletrônico da empresa anterior, além de trabalhar com veículos com idade média de oito anos e implantar wi-fi em todos eles.

Ainda não está prevista uma data na qual a viação vai passar a operar com 100% de sua frota, segundo a prefeitura, o que vai depender da demanda de passageiros, que caiu 72,3% em dias úteis durante a pandemia.

Com informações da Câmara de Vereadores de Piracicaba e EPTV