Prefeitura do Rio determina que ônibus não podem ter mais de dois passageiros por metro quadrado

Prefeitura do Rio determina que ônibus não podem ter mais de dois passageiros por metro quadrado

25 de junho de 2020 0 Por Redação Revista do Ônibus

RIO – O município do Rio de Janeiro segue proibindo a circulação de ônibus com aglomeração de passageiros, após três dias o governo anunciar que os coletivos podem circular com passageiros em pé, gerando mais confusão entre os passageiros.

Segundo as normas do governo municipal, os ônibus urbanos que operam linhas municipais, deverão passar respeitar o limite de apenas dois passageiros por metro quadrado. Ainda segundo o decreto que foi publicado no Diário Oficial, traz ainda normas para os passageiros e para as empresas de ônibus, durante a flexibilização do isolamento social, no plano de retomada as atividades.

A Prefeitura do Rio informou que a Secretaria Municipal de Transporte passará recomendar aos passageiros que mantenham distancia entre eles antes do embarque nos coletivos.

Os passageiros que não cumprirem as novas regras, poderão ser advertidos e, em caso de reincidência, convidados a se retirar dos coletivos ou das estações, com o auxílio da Polícia Militar e da Guarda Municipal, caso necessário.

O secretário municipal de Transportes, Paulo Jobim, afirmou em depoimento gravado em vídeo que a pasta vai “continuar a fiscalizar rigorosamente o cumprimento das normas” e pediu a colaboração dos passageiros e das empresas..

O Consórcio BRT Rio também registrou um aumento de passageiros nos últimos dias. De acordo com o consórcio, “com a adoção das medidas restritivas necessárias para o combate da Covid-19, a redução de passageiros no BRT Rio chegou a 75%. Este índice caiu gradativamente e agora a redução se mantém em 60% em relação ao último dia antes das medidas restritivas”.