BA: Ônibus clandestino vindo de São Paulo desembarca 10 passageiros com a Covid-19 em Nova Soure

BA: Ônibus clandestino vindo de São Paulo desembarca 10 passageiros com a Covid-19 em Nova Soure

10 de junho de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

NOVA SOURE – Um ônibus da empresa Moacir Tur, que fazia o transporte clandestino de passageiro, saiu de São Paulo com destino há diversas cidades do interior da Bahia, acabou sendo flagrado ao desembarcar 10 passageiros contaminados pela Covid-19 no município de Nova Soure, como afirmou o governo local. De acordo com o Correio da Cidade, o município que antes tinha 15 casos, ganhou também um décimo vindo de São Paulo, em outro veículo, passando para 25 no boletim epidemiológico divulgado no último domingo. 

 Foto: Secretaria de Saúde/Divulgação

O coletivo da Moacir Tur embarcou 32 passageiros na manhã desta última sexta-feira (5), em São Paulo e seguiu viagem, sem qualquer fiscalização até chegar ao interior da Bahia.

De acordo com a Prefeitura de Nova Soure, dos 32 passageiros, 14 pessoas, sendo nove contaminadas e cinco que tiveram contato desembarcaram na noite deste sábado no município. Os demais passageiros são de Santo Estevão, Feira de Santa, Alagoinhas, Sátiro Dias, Inhambupe, Cipó, Crisópolis e Olindina.

Foto: Reprodução de Grupos de Whatsapp

A Prefeitura de Olindina informou que registrou um caso de Covid-19, que estava a bordo do mesmo ônibus que desembarcou passageiros em Nova Soure. Os dois municípios são vizinhos, e a presença da Covid-19 chama atenção de moradores.

Por outro lado, a prefeitura de Cipó, informou que duas passageiras que estavam no ônibus, testaram negativo para a Covid-19, porém, passarão ser monitoradas nas próximas semanas. Até o momento, o município registra cinco casos de coronavírus, três vieram de São Paulo.

Foto: Divulgação

Casos de Covid-19 seguem aumentando no interior

O governo municipal de Nova Soure informou nesta segunda-feira (8), que mais dois outros casos da Covid-19 foram registrados na cidade, chegando até o momento a 27 pessoas infectadas e que desses, 25 são casos importados: um de Salvador, um de Curitiba e 23 de São Paulo. As outras duas pessoas se contaminaram em contato com os casos importados e uma precisou ser internada e transferida para o hospital de campanha do Governo do Estado montado na Arena Fonte Nova. Todos os outros registros são de casos leves, assintomáticos ou já curados.  

Passageira diz que sentiu sintomas

Sem se identificar, uma passageira disse que a viagem custou R$ 350 e explicou que todos embarcados usavam máscara, mas o ônibus, de janelas fechadas,  utilizava ar-condicionado. “Meu teste indicou que eu já tive o vírus quando estava em São Paulo. Tive sintomas leves em março, não precisei ir ao hospital”, disse.

Moacir Tur se manifesta

A empresa Moacir Tur, que é dona do ônibus que foi flagrado transportando passageiros com a Covid-19, como informou o governo de Nova Soure, não informou se os seus funcionários apresentaram sintomas da Covid-19 ao longo da viagem.

“As prefeituras sabiam que esses passageiros estavam chegando. Os passageiros estão em isolamento com o apoio da prefeitura e da empresa”, disse uma funcionária, que não se identificou, como informa o Correio da Cidade.  

A empresa não possui autorização da Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT, como mostra uma consulta feito no site da agência, porém, segundo o Correio da Cidade, uma funcionária da Moacir Tur, informou que a empresa está vinculada a outra empresa cadastrada.

Governo da Bahia se manifesta

A Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia – Agerba, informou através de nota que diversas empresas seguem adquirindo liminar na justiça que autoriza a circulação de ônibus intermunicipais e também interestaduais.

“O governador Rui Costa já fez apelos públicos aos ministros da Justiça e da Saúde para sensibilizar a ANTT a suspender a circulação desses ônibus. O Governo do Estado também já formalizou ao STJ pedidos para suspensão das liminares que permitem a circulação desses ônibus na Bahia”, afirmou a nota. 

Com informações do Correio da Cidade, Agerba, ANTT e Governo da Bahia