Vídeo: Ex-funcionários da Viação Itapemirim realizam protesto fechando garagem e impendido viagens no ES

Vídeo: Ex-funcionários da Viação Itapemirim realizam protesto fechando garagem e impendido viagens no ES

9 de junho de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

VIANA E VITÓRIA – Um grupo de ex-funcionários da Viação Itapemirim e Kaissara que foram demitidos recentemente, por conta da recuperação judicial e em decorrência da pandemia do novo coronavírus, realizaram na tarde desta terça-feira (9), um protesto na garagem da empresa no município de Viana, na Região Metropolitana de Vitória.

Os manifestantes reclamam que as empresas do grupo Itapemirim não estão pagando as verbas rescisórias que eles tem direitos, e com isso, fecharam a garagem da empresa, impedindo que ônibus saísem com direção a rodoviária de Vitória.

O grupo de ex-funcionários foram dispensados no final do último mes de março, quando a empresa passou demitir diversos funcionários, como mostramos aqui.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Espírito Santo – Sindirodoviários, a grande parte das pessoas, estão há pelo menos três meses sem receber uma resposta da empresa. Ao menos 25 funcionários participam do ato contra a empresa, de forma que mantem o distanciamento social.

Viação Itapemirim freta ônibus durante o protesto

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Espírito Santo – Sindirodoviários, informou que a Viação Itapemirim acabou fretando ônibus de outras empresas de turismo, como a empresa Lírio dos Vales, para que pudesse realizar viagens, porém, alguns manifestantes que estavam na Rodoviária de Vitória nesta tarde, acabaram impedindo a saída dos veículos.

A guarda Municipal de Vitória e a Polícia Militar do Espírito santos, acabaram sendo acionadas para evitar tumultos no embarque do terminal.

Foto: TM Leilões – Divulgação

Funcionários estão sem receber, denuncia o sindicato

Além dos ex-funcionários da Viação Itapemirim / Kaissara, há muitos funcionários que estão desde março sem receber, afirma o sindicato dos rodoviários. Ainda segundo a entidade, a empresa assinou com os funcionários, em maio a pandemia do novo coronavírus, a medida provisória para redução de salários em 75%, porém, eles só estão recebendo o Benefício Emergencial.

Grupo Itapemirim se manifesta através de nota

Devido à pandemia que assolou o mundo e o Brasil, a nossa empresa sofreu queda em seu faturamento na ordem 90%, o que nos atingiu de forma extremamente drástica. Porém, com muita dificuldade, estamos retomando o mercado de acordo com as liberações de Estados e Municípios.

Estamos trabalhando arduamente para buscar o equilíbrio e reestruturação por conta da forte crise que tomou conta de todo o planeta – e, em particular, de nosso país. Nosso principal consumidor é formado por pessoas em trânsito sendo que, há mais de três meses, elas deixaram de sair de casa e proibidas de se aglomerar.

O Grupo Itapemirim sempre honrou seus compromissos, foi e é comprometido com seus funcionários, que são o nosso maior patrimônio.

Mas o momento está difícil para todos e esperamos a colaboração dos funcionários, prestadores de serviços e terceiros para que nossa empresa enfrente esse momento e possa restabelecer as atividades de maneira ordenada.

Com informações do Grupo Itapemirim, TV Gazeta e Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Espírito Santo – Sindirodoviários

Leia mais notícias sobre a Viação Itapemirim