Últimas:
Rio: BRT cheio e com princípio de incêndio assusta passageiros nesta segunda-feira

RIO – A triste realidade do transporte urbano de passageiros da Cidade Maravilhosa, segue mais um capítulo da má prestação de serviço, na cidade que se tornou o destino de milhares de turistas antes da pandemia. Neste início de semana, com as novas regras de flexibilização, a cena, de ônibus lotado, ganhou um destaque, quando um carro apresentou fumaça em seu interior.

Os passageiros que estavam a abordo do ônibus articulado, do BRT RIO entraram em desespero ao ver uma fumaça no interior do coletivo, como é possível, mostrar no relato do repórter Diego Haydar, da TV Globo, que estava no ônibus para mostra a lotação dos veículos.

“Que susto, hein?! O ônibus acabou de parar aqui na avenida Dom João VI. Os passageiros desembarcaram. Eu ia mostrar que todo mundo estava em pé lá dentro, mas a notícia… A realidade do BRT é essa”, afirmou Haydar.

Segundo o motorista do veículo, a fumaça se iniciou por causa da correia. Será?

Foto: Reprodução de TV

BRT segue lotado no primeiro dia da retomada da economia no Rio

No Terminal Alvorada, também na Barra da Tijuca, os ônibus estavam cheios e muitas pessoas sentiram medo de embarcar, como mostrou a reportagem. As filas para embarcar eram grandes, passageiros precisaram se espremer para entrar e não havia fiscais para controlar os acessos.

O BRT disse que está operando com 100% da frota e que, com os passageiros sentados, cada veículo leva apenas 30% da lotação. De acordo com o consórcio, cabe aos agentes públicos com poder de polícia fiscalizar o acesso das pessoas.

Por volta das 19h40, o BRT seguia com ônibus cheios e a Guarda Municipal estava no terminal, mas não fazia a fiscalização. A prefeitura do Rio informou que aplicou hoje 161 multas por diversas irregularidades, inclusive superlotação.

Nas redes sociais, passageiros mostras a dura realidade do transporte neste início de semana

Com informações da TV Globo e Consórcio BRT Rio

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: