Witzel diz que irá prorrogar quarentena por mais uma semana no estado do Rio

Witzel diz que irá prorrogar quarentena por mais uma semana no estado do Rio

1 de junho de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

RIO – O transporte intermunicipal que liga as cidades da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, assim como demais cidades do interior do estado até a capital, seguirá com restrições, ao menos por mais uma semana. O governador do estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), anunciou na noite deste domingo (31) que vai prolongar as medidas de isolamento social para conter o avanço da Covid-19.

As empresas que operam linhas ligando as cidades da Região Serrana do Rio até a capital, ainda seguem com restrições para viagens. Todos os ônibus que sairiam dos municípios de Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo, poderão voltar a operação na próxima semana, caso o governo do estado decida liberar o acesso dos ônibus até a capital.

O palácio das Laranjeiras, sede do governo do estado do Rio de Janeiro, deve publicar ainda nesta segunda–feira em uma edição extra do Diário Oficial, um decreto que prorroga as medidas de prevenção e ao combate ao novo coronavírus, já que o decreto anterior tinha validade até este domingo (31).

O governador Wilson Witzel informou que as determinações continuam valendo durante esta semana, e as forças de segurança pública do Estado seguem auxiliando as ações das prefeituras.

O Rio de Janeiro avisou que vai tratar da reabertura gradual da economia em reunião nesta segunda com a participação de representantes de diversas secretarias e da Comissão de Saúde.

“No encontro, serão discutidos o cronograma de flexibilização das medidas restritivas e as regras técnicas para cada área ou serviço”, disse o governo do Rio, em nota.

Ônibus da Baixada Fluminense, de Niterói, Maricá e São Gonçalo seguem parados

Com a proibição de circulação dos ônibus intermunicipais que ligam cidades da Baixada Fluminense, e de Niterói, Maricá e São Gonçalo até os diversos bairros da cidade do Rio de Janeiro, a expectativa de moradores e funcionários das empresas de ônibus é que o governo do estado, libere já na próxima semana, a circulação dos coletivos.

Muitos funcionários das diversas empresas de ônibus que operam exclusivamente linhas intermunicipais ligando as cidades da Região Metropolitana do Rio até a capital, assim como demais empresas de ônibus, seguem dando férias aos funcionários, demitindo em alguns casos e reduzindo salários e carga horária, por conta da redução do número de passageiros transportados.

O governo do Estado porém, não informa que ações está tomando para ajudar as empresas de ônibus e com isso evitar o colapso do setor e o aumento no número de funcionários demitidos.

Foto: Reprodução de TV

Casos de Covid-19 segue aumentando no Rio de Janeiro

Em uma entrevista ao telejornal Bom Dia Rio, da Tv Globo, desta segunda-feira (1º), o infectologista Roberto Medronho fez um alerta contra as propostas de flexibilizar as medidas restritivas da pandemia de coronavírus. “Não é para abrir, é para fechar mais”, afirmou.

O prefeito do Rio Marcelo Crivella e o governador do Rio Wilson Witzel, realizam nesta segunda-feira (1º), reuniões de forma separadas, onde esperam definir com será a reabertura da da economia de forma gradual, em todo o estado e também na cidade do Rio de Janeiro.

Ainda neste domingo, a secretaria estadual de Saúde informou que registra, até este momento, 53.388 casos confirmados da Covid-19, com 5.344 óbitos. Existem ainda 1.293 óbitos em investigação.

Com informações da Prefeitura do Rio, Governo do Estado do Rio e Tv Globo