Estações de ônibus da Grande BH seguem mais cheias após flexibilização

Estações de ônibus da Grande BH seguem mais cheias após flexibilização

27 de maio de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

BELO HORIZONTE – O transporte coletivo de Belo Horizonte e da Região Metropolitana, segue com aumento no número de passageiros nas estações e também no interior dos ônibus, após a flexibilização do comércio ter sido anunciada. Nas principais redes sociais, os passageiros relatam que nem sempre a distancia entre os passageiros é respeitada, gerando aglomerações.

Foto: Reprodução de TV

Com a flexibilização do comércio em Belo Horizonte e em cidades da Região Metropolitana, está cada vez mais comum, encontrar ônibus e estações com passageiros cada vez mais aglomerados, não respeitando o distanciamento social, como forma de evitar a proliferação do novo coronavírus.

A BHtrans que é responsável pelo transporte da cidade, informou que segue acompanha diariamente a situação do transporte e segue avaliando a possibilidade para oferecer mais ofertas de viagens, onde for necessário. Nas redes sociais, a BHTrans informam sobre o distanciamento entre os passageiros, como podemos ver abaixo.

A prefeitura de Belo Horizonte tem avaliado o movimento durante a semana para divulgar um balanço na próxima sexta-feira. Se o número de casos de coronavírus aumentar e sobrecarregar o sistema de saúde, é possível que novas restrições na cidade sejam decretadas.

Foto: Reprodução de TV

Região Metropolitana

Na estação Justinópolis, em Ribeirão das Neves, na Grande BH, por onde passam cerca de 30 mil pessoas por dia, a equipe do MG1 flagrou a estação bem cheia, como mostrou a TV Globo Minas.

Antes de entrar nos ônibus, os passageiros esperavam em fila, só que muitos estavam aglomerados e as pessoas estavam muito próximas. Apesar do problema, um funcionário estava fazendo a contagem dos usuários para que o número máximo permitido de pessoas dentro do ônibus não fosse excedido enquanto outro funcionário higienizava as mãos dos passageiros com álcool gel.

Ônibus estavam chegando as estações cheios e usuários reclamam da falta de cumprimento de horários.

Sintram se manifesta sobre a situação

Em meio a situação do transporte, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros Metropolitano – Sintram, informou que a operação tem sido feita em regime especial durante a pandemia e que a oferta de viagens é ajustada diariamente, conforme a necessidade, com reforço de viagens nos horários de pico da manhã e no final da tarde.

O sindicato afirmou ainda que para evitar que os ônibus circulem cheios e garantir o distanciamento necessário, demarcação foram feitas nos pisos nos terminais e estações e demarcação nos ônibus articulados. E informou que agentes têm organizado as filas e orientado usuários para que garantam uma distância segura.

Com informações da Prefeitura de Belo Horizonte, TV Globo Minas e Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros Metropolitano – Sintram