Fiscalização da ANTT apreende dois ônibus no Sul do Piauí

Fiscalização da ANTT apreende dois ônibus no Sul do Piauí

15 de maio de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

CARACOL – Uma fiscalização da Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT, acabou apreendendo dois ônibus que realizavam o transporte pirata, também conhecido como transporte clandestino de passageiros, nesta quinta-feira (14), no município de Caracol, noa Região Sul do Piauí.

Foto: Agência Nacional de Transportes Terrestres – Divulgação

As empresas responsáveis pelos ônibus, acabaram multadas em R$ 7.800 os os coletivos foram apreendido e encaminhados a garagem da Agência Nacional de Transporte Terrestres – ANTT, como informou a agência.

“A ANTT junto com a Polícia Militar flagrou o transporte irregular de trabalhadores do município de Caracol para a cidade de Campo Alegre de Lourdes, no estado da Bahia. Como se tratava de um transporte clandestino, a empresa foi multada e os dois veículos foram conduzidos ao pátio da agência”, informou o supervisor do Posto de Fiscalização da ANTT.

Foto: Reprodução de Internet

De acordo com a ANTT, os veículos poderão ser retirados do pátio da agência, assim que as empresas, realizarem o pagamento da multa e custear o transporte e manutenção dos ônibus.

A Agência Nacional de Transportes Terrestres, informou que ao menos 16 trabalhadores fariam o embarque.

Para realizar denúncias o usuário deve entrar em contato com a ANTT através do telefone 166 ou do endereço eletrônico http://www.antt.gov.br.

Foto: Reprodução de Internet

Postos de embarque/desembarque fechados

Ainda durante fiscaliação da ANTT na região do Parque Nacional das Serras das Confusões, os fiscais interditaram três postos de vendas de passagens na cidade de Anísio de Abreu. Os locais também funcionavam como ponto de embarque/desambarque irregular.

“Foram realizados todos os procedimentos administrativos, aplicados multas aos proprietários e os três estabelecimentos foram interditados”, disse o supervisor da ANTT.

Com informações da Agência Nacional de Transportes Terrestres e Rede Amazonas