SP: Piracicaba define nova empresa que vai operar sistema de transporte público

SP: Piracicaba define nova empresa que vai operar sistema de transporte público

14 de maio de 2020 0 Por Redação Revista do Ônibus

PIRACICABA – A Prefeitura de Piracicaba definiu nesta quarta-feira (13) a nova empresa que vai operar o sistema de transporte público a partir deste sábado, substituindo a Via Ágil. Ela será a Trans Acreana Ltda. O contrato é de seis meses. A empresa já começa nos próximos dois dias a providenciar a vinda dos ônibus e a contratação de pessoal.

Como informou o secretário municipal de Trânsito e Transportes (Semuttran), Jorge Akira, desde o dia 17 de abril, quando em ofício a Via Ágil confirmou sua saída, um grupo de trabalho começou a estudar alternativas para evitar a descontinuidade dos serviços para não prejudicar os trabalhadores, aposentados, donas de casa e, em breve, os estudantes.

O secretário explicou que foi difícil, neste momento de pandemia, que as empresas aceitassem participar da contratação emergencial, porque no Estado de São Paulo houve uma queda de 75% do volume de passageiros pagantes no transporte coletivo. Ele comentou que a crise no setor do transporte público é tão grande que, em algumas cidades, as empresas concessionárias abandonaram os seus contratos.

Foram consultadas seis empresas, como relatou Akira, das quais três ofertaram propostas e três declinaram. A melhor proposta foi da Trans Acreana Ltda. O secretário já conversou com o proprietário da empresa, Fernando Lourenço da Silva, combinando a transição. Ele informou que a Trans Acreana está montando no Estado uma filial. Sobre a mudança, a Via Ágil deixará de operar neste dia 15, sexta-feira, às 24 e no dia 16, sábado, às 5 h, entra a nova.

O empresário informou que, a partir desta quinta-feira, começa a preparar a chegada dos ônibus e a contratação inicial de 300 funcionários, dos quais 190 motoristas e mais 110 para as áreas de administração e manutenção. Ela começa a operar com 80 veículos – 40% da frota – seguindo as rotas/horários implantados pela Via Ágil neste momento de pandemia, incluindo o projeto social Elevar. Porém, Fernando garantiu que a empresa no pós-pandemia cumprirá, gradativamente, a integralidade do contrato.

Finalizando, o secretário Jorge Akira explicou que a empresa continuará atendendo os passageiros na sede da Semuttran (ao lado do Terminal Central) e os ônibus aceitarão o cartão VAI (Via Ágil), porque pelo contrato a nova concessionária usará o sistema de bilhetagem da TransData, evitando transtornos aos usuários. Toda a equipe da Semuttran estará atenta à transição, mas a secretaria pede à população um pouco de compreensão para as pequenas falhas iniciais, que serão corrigidas o mais rápido possível para não prejudicar os usuários.

Com informações da Prefeitura de Piracicaba