Paraguai autoriza a circulação de ônibus no esquema de “quarentena inteligente”

Paraguai autoriza a circulação de ônibus no esquema de “quarentena inteligente”

4 de maio de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

ASSUNÇÃO – O governo paraguaio, determinou o retorno gradual de algumas atividades no país, a partir desta segunda-feira (4). As medidas de isolamento que foram adotadas há 55 dias, começam ser afrouxadas e estão sendo chamadas de “quarentena inteligente”. O país que tem quase 500 quilômetros de fronteira com Mato Grosso do Sul possui 396 casos confirmados de covid-19 e dez mortes.

Ainda de acordo com o Presidente Mario Abdo Benítez, as medidas do decreto que foi assinado hoje, passam permitir sair das residências das 5h às 21, ara que possam fazer a compra de remédios, alimentos e demais produtos de limpeza. Antes, o governo nacional, determinada o limite de 20h.

A Polícia Nacional ficará responsável pelo controle e fiscalização. Veículos com placas terminadas nos números 1, 3, 5, 7 e 9 podem transitar segunda, quarta, sexta e domingo. Na terça, quinta e sábado a permissão é válida para carros com placas finais 0, 2, 4, 6 e 8.

O governo nacional informou que os ônibus seguem liberado para voltar funcionar na capital, assim como na Região Metropolitana e pelas estradas nacional, porém, barreiras de controle da Vigilância Sanitária e Epidemiológica serão montadas, para fiscalização e monitoramento entre as viagens.

No Pragauai as obras civis em locais abertos, assim como fábricas e oficinas mecânicas, também estão sendo retomadas hoje no Paraguai. Com limite de até três pessoas por vez, voltam a funcionar salões de cabeleireiro e manicure, jardinagem, serviços domésticos e atendimentos de advogados e contadores, no endereço do cliente.

Continua proibido o uso de espaços comuns, como playgrounds, quadras e aparelhos de ginástica, mas as pessoas estão autorizadas a fazer caminhadas e corridas até 500 metros de casa, com escala de horários conforme a idade.

Em Pedro Juan Caballero, cidade vizinha de Ponta Porã (MS), a 323 km de Campo Grande, o comércio de importados continua fechado, incluindo os maiores shoppings da cidade. Os acessos entre as duas cidades também seguem interditados por barreiras do Exército e cercas de arame farpado.

Com informações do Governo do Paraguai e Campo Grande News