Sem fiscalização da ANTT, ônibus piratas seguem saindo de São Paulo para o Norte e Nordeste

Sem fiscalização da ANTT, ônibus piratas seguem saindo de São Paulo para o Norte e Nordeste

1 de maio de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

SÃO PAULO – Em meio a pandemia do novo Coronavírus, o que se mais vez em São Paulo e em estradas federais de Minas Gerais, Bahia e também do estado de Goiás, são ônibus clandestinos, também conhecidos como ônibus piratas, ou seja, sem autorização de viagem pela Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT, órgão do governo federal, responsável pela fiscalização do setor rodoviário.

Foto: Divulgação

Com a queda de viagens saindo do Terminal Rodoviário do Tietê, na Zona Norte de São Paulo, para as regiões Norte e Nordeste, já que o movimento no maior terminal rodoviário de São Paulo é de 93% menor em relação ao mesmo período do ano passado, o transporte pirata aproveita a intensa busca por passagens para faturar alto sem responsabilidade e sem nenhum fiscalização.

Foto: Divulgação

Falta de fiscalização também ajuda em acidentes

No fim da tarde desa quinta-feira (30), um ônibus que segundo a TV Globo, é suspeito de realizar viajar clandestina, ou seja, sem autorização, acabou se envolvendo em um acidente com outro ônibus da empresa Transléo, que segue autorizada a operar viagens, deixando ao menos duas pessoas mortas na Rodovia Castello Branco, como informamos aqui.

Ainda de acordo com a emissora, a polícia investiga o caso e já teria encontrado sinais de irregularidades – dentro do veículo, que saiu de Santo André, no ABC paulista, com destino a Bauru, no interior, havia apenas duas fileiras de bancos e o restante do espaço era ocupado por colchões.

Foto: Reprodução de TV

O Jornal Hoje da TV Globo, mostrou nesta sexta-feira (1º), que na região Central da cidade de São Paulo, na mesma rua de uma cracolândia, é possível embarcar nos ônibus para viagens de longa distância.

A Agência de Viagem fica localizada na Rua Helvétia, e passa oferecer passagens para São Luís, no Maranhão, com valores a partir de R$ 350,00. “A pessoa tem que levar um livro de oração, rezar bem e pedir a Deus que dê tudo certo”, brincou um funcionário.

Foto: Reprodução de TV

A emissora ainda mostrou o embarque de passageiros em um ônibus do modelo Paradiso G6 1200, com pessoas aglomeradas e sem o uso de máscaras de proteção. O coletivo seguia por volta de 15h30 desta quinta-feira (30) para a cidade de Vitória da Conquista, sem nenhuma fiscalização da ANTT. Vale lembrar que os passageiros seguem sendo desembarcados na rua, já que se trata de uma viagem irregular.

A Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT, informou que continua trabalhando no combate ao transporte clandestino.

Com informações da Tv Globo e ANTT