Dois ônibus são apreendidos no interior do Ceará nas últimas 24 horas

Dois ônibus são apreendidos no interior do Ceará nas últimas 24 horas

30 de abril de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

FORTALEZA, CEDRO E ICÓ – Ao menos dois ônibus rodoviários acabaram sendo apreendidos nas últimas 24 horas, por estarem realizando o transporte clandestino entre São Paulo e municípios do interior do Estado do Ceará. De acordo com a Polícia Militar, um desses coletivos acabou sendo interceptado quando trafegava na rodovia estadual CE-153, na altura do município de Cedro, na região Centro-Sul do Ceará.

Ao menos 38 passageiros e o motorista que é dono do ônibus rodoviários, que não tiveram seus nomes divulgados, acabaram sendo encaminhados do município de Cedro para Delegacia Regional de Polícia Civil de Icó.

Um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), foi feito, devido ao descumprimento de decreto estadual de enfrentamento ao novo coronavírus e que proíbe tráfego de ônibus interestadual.

Dos 38 passageiros, ao menos dois desembarcaram no município de Cedro e passarão ser monitorados pela Secretaria de Saúde. Outros 20 passageiros desembarcaram no município de Icó e outros 14 seguiram viagem para Iguatu. Ambos os municípios foram informados para que possam monitorar essas pessoas nos próximas dias, afim de evitar a proliferação do novo coronavírus.

Mais um ônibus é apreendido

Ainda nesta quarta-feira (29), o Departamento Municipal de Trânsito de Iguatu – Demutran, informou que apreendeu um ônibus da empresa Caio Turismo, por suspeita de realizar viagem clandestina entre São Paulo e os municípios de Iguatu e Jucás.

Ainda segundo do o Demutran, o ônibus vinha da cidade de Jucás e o motorista, ao perceber o funcionamento de uma barreira sanitária na entrada de Iguatu, fez o desvio por uma estrada vicinal, a partir do distrito de Barro Alto, onde foi apreendido com cinco pessoas: dois motoristas e três passageiros.  Todos foram conduzidos à Delegacia Regional de Polícia Civil de Iguatu. Os motoristas vão responder a um procedimento por descumprir decreto do governo estadual.

Todos serão monitorados pela Vigilância Sanitária.

Com informações da Prefeitura de Iguatu, Prefeitura de Cedro, Polícia Civil e Polícia Militar do estado do Ceará